Brasileiro faz sucesso na indústria dos sonhos

155
0
Share:
LOS ANGELES, CA (BDCi) — Estamos falando do gaúcho Rodrigo Teixeira, que teve sua vida transformada após assistir um sucesso de bilheteria americano em solo brasileiro.
“Independence Day” foi um dos motivos que fez o jovem de Bagé correr atrás dos seus sonhos até chegar à capital do entretenimento e se transformar em um dos profissionais da indústria de efeitos visuais mais respeitados do círculo.
Em um conversa descontraída com a nossa equipe do BDCi News, Rodrigo falou um pouco de sua trajetória profissional e de seu último trabalho no filme “Hugo” dirigido por Martin Scorsese.
HOLLYWOOD
A realidade dos sonhos:
– Um sonho que virou trabalho, não é um glamour, é um trabalho, mas eu fico muito feliz por realizar esse trabalho. Trabalhar aonde você quer e com as pessoas que você gosta é muito importante.
– Trabalhar no Brasil com computação gráfica, despertou o interesse e também ajudou a entender um pouco mais sobre efeitos visuais. Foi em uma agência de publicidade em Porto Alegre em que fiquei mais perto da indústria, de uma ilha de edição. Foi o ponta pé que eu precisava prá sair do Brasil e ir lutar pelo meu sonho.
– Estou no mercado do cinema aqui nos Estados Unidos há 11 anos e hoje me sinto uma pessoa realizada!
EXPECTADOR OU CRÍTICO
É possível assistir filmes sem olhos critícos:
– Já não vejo filmes como antigamente. Vou ao cinema prestigiar o trabalho de amigos e apesar de LA ser grande, a indústria é pequena e todo mundo acaba conhecendo todo mundo. Eu tento me desconectar para assistir, mas se é um filme com efeitos visuais fica um pouco mais difícil.
FILMES
As diferenças de cada projeto:
-Em cada produção nova, você tem um desafio novo. Essa é a beleza de cada projeto. Sempre trabalho com amigos e isso faz um diferença muito grande. Na verdade é um complemento, uma vez que um já conhece o trabalho do outro. A coisa anda.
– Eu deixei minha assinatura em algumas cenas, como o T do meu sobrenome na placa do carro de Bruce Willis em “Sin City”; em “O dia depois de Amanhã” ele fez uma brincadeira colocando um logotipo que identificava a nave como sendo da Agência Espacial Brasileira, e no filme “2012” onde ele se coloca em uma cena correndo em meio a prédios despencando.
             
“HUGO”
– Uma produção complexa que durou aproximadamente 14 meses. Um projeto dividido em nove países, com central em Los Angeles, um processo de gerenciamento muito grande.
-Uma das cenas favoritas e mais complexas de fazer foi a da abertura que durou somente três minutos e gastou quase o mesmo tempo do filme para finalizar.
– “HUGO” é um filme de efeitos visuais invisíveis, o que me atraíu justamente por esse motivo. Efeitos que não parecem ser efeitos.
               

Em nossa página do FACEBOOK você encontra mais fotos do filme “HUGO” , aproveite para “curti” e ficar por dentro da últimas entrevistas do BDCi News.

BRASILEIRO EM HOLLYWOOD
Como é ser um estrangeiro trabalhando na indústria dos sonhos:
– Ser brasileiro ajuda, pelo fato da nossa determinação. Temos raça,   estamos acostumados a enfretar problemas e essa atitude em um país estrangeiro ajuda bastante.
FUTURO
-Já estou trabalhando em novo projeto – “Homen-Aranha” – e tenho planos de trabalhar com produções brasileiras. Nesse momento é so uma questão de acertar nossas agendas. Tenho vários projetos legais para o futuro mas não estão sendo divulgados ainda.
Rodrigo Teixeira finalizou nossa conversa com uma mensagem de inspiração para aqueles que ainda buscam realizar seus sonhos:
“Por mais que tudo e todos não acreditem no seu trabalho, no seu projeto, nunca deixe de correr atrás dos seus sonhos”.
A entrevista na integra com Rodrigo Teixeira, estará no nosso site na página ON DEMAND em breve.

Copyright 2011  BDCi Notícias. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem consentimento ou permissão.
Por Janete Weinstein
Colaboração: Nani Bergman, Flávio Góis e Lisa Villacres
Agradecimentos: The Roxy  – On The Rox
Fotos: Roberta Ernandes
Editado por Ubiratã Farias e Mariana Knabben
13 de Feveiro de 2012
11:20 p.m. PST
Share:

Leave a reply