Camelôs e policias se enfrentam no Brás

195
0
Share:

SÃO PAULO, BRASIL (BDCi) — Com o apoio da cavalaria e da Tropa de Choque, a Polícia Federal invadio o bairro Brás de São Paulo no intuito de acabar com o comércio ilegal de mercadorias, impedindo que os ambulantes montassem suas barracas.

A manifestação começou na noite de segunda feira (24) e se estendeu até a madrugada dessa quarta (26) com cerca de 400 policiais na região da feira. Os camelôs foram dispersos com tiros de bala de borracha, gás lacrimogênio e bombas de efeito moral. O major Marcelo Pignatari disse que a PM agiu por conta dos atos de vandalismo da população já que estes tentaram apedrejar lojas, incendiar automóveis e fazer pequenos focos de incêncio nas ruas do Brás. “A PM está aqui para garantir a manifestação deles. A partir do momento que começaram a praticar atos de vandalismo, tivemos que agir”

Já o presidente do Sindicato dos Camelôs Independentes de São Paulo, Leandro Dantas, afirma que a corporação descumpriu o acertado. O combinado seria que os manifestantes iriam bloquear a Avenia do Estado por 10 minutos e não foi isso o que aconteceu. Este também reclamou da falta de negociações com a prefeitura de São Paulo. Os camelôs querem que a administração municipal autorizem o trabalho na rua do Brás até dezembro, que seria o melhor período para vendas.

Segundo a PM, os ambulantes não são cadastros portanto não possuem o direito de permanecer no local. Enquanto isso não mude, os ambulantes terão de respeitar. Pelo menos duas pessoas foram detidas. “Acabou o diálogo com os manifestantes. Eles não souberam cumprir as orientações”, disse o major.

Matéria: Samanta Santos
Edição: Janete Weinstein
Imagem: Mario Angelo/ Futura Press
Fontes: Terra, Globo – G1
26 de Outubro de 2011 11:50 a.m.

Share:

Leave a reply