Camomila acalma a pele e alivia a vermelhidão

201
0
Share:

As plantas têm óleos e substâncias com propriedades medicinais importantes – a aloe vera, por exemplo, é boa para a hidratação; já a lavanda pode ser usada como colônia e é também um bom antisséptico; há ainda um comprimido feito à base de plantas do deserto que funciona como um protetor solar, como mostraram a dermatologistaMárcia Purceli e a cosmetóloga e engenheira química Sônia Corazza..

As especialistas falaram também sobre a camomila, uma das primeiras ervas a serem usadas para fins medicinais, que está presente em loções tônicas, hidratantes, pomada para assaduras, shampoos e produtos pós-barba. Ela tem ação anti-inflamatória e ajuda a acalmar a pele e aliviar a vermelhidão depois de se depilar ou fazer a barba, por exemplo. Ela pode ser usada também em caso de queimadura, como lembrou a cosmetóloga Sônia Corazza. Para isso, a dica é fazer um chá gelado e colocar compressas na pele irritada.

Essa vermelhidão que aparece após a depilação é muito comum e, segundo a dermatologista Márcia Purceli, ela acontece por causa de uma dermatite de contato irritativa, que desencadeia um processo inflamatório.

Para quem faz a depilação por conta própria, não só a mulher, como também os homens, é importante tomar alguns cuidados – se não for feita do jeito certo, o pelo pode encravar, a pele pode irritar e a dor pode ser muito maior.

Segundo a professora de depilação do Senac, Vera Regina, para evitar complicações, é preciso primeiro higienizar as mãos e depois aplicar um produto pré-depilatório na região.

Ao puxar a cera, a dica é sempre fazer isso no sentido contrário ao pelo. Depois de depilar, é preciso passar um gel calmante e usar também um protetor solar já que o sol pode manchar a pele, principalmente daquelas pessoas que costumam ficar com uma vermelhidão muito intensa depois da depilação.

Já na hora de fazer a barba, também existem alguns cuidados especiais – antes, é preciso lavar bem o rosto, como alertou a dermatologista Márcia Purceli, para evitar que as bactérias entrem através das fissuras que a lâmina causa. Se isso acontecer, as bactérias podem provocar uma inflamação com pus, característica da foliculite. Em alguns casos, é indicado até o uso de antibióticos para tratar esse problema.

Outra dica é fazer a barba durante ou logo após o banho porque o vapor e o calor abrem os poros, deixando os pelos mais macios. Para aliviar a irritação na pele, a dica é optar por produtos pós-barba que tenham azuleno, camomila ou calêndula, que têm ação anti-inflamatória e antisséptica.

No caso da calêndula, substância que vem de uma planta medicinal e está presente em cremes, óleos de massagem, shampoos e sabonetes líquidos, ela não é apenas anti-inflamatória, como também calmante e cicatrizante.

Por isso, ela tem sido usada em um novo medicamento, para ajudar pessoas que têm problemas de cicatrização. O spray de calêndula é um novo remédio que tem animado médicos e pacientes, principalmente aqueles que têm diabetes.

No caso da dona de casa Helena Zezkowski, por exemplo, a doença dificultou a cicatrização e ela sofreu por muito tempo com feridas nos pés. Depois de procurar vários médicos, tomar muitos remédios, ela descobriu o novo tratamento, com o spray, como mostrou a reportagem do Fernando Parracho, de Curitiba, no Paraná. Segundo os especialistas da cidade, os pacientes tratados com o novo medicamento têm mostrado uma evolução significativa – o produto, no entanto, não é vendido em farmácias comuns, apenas em farmácias de manipulação e com receita médica.

 

Fonte: G1

Share: