Chuva no Rio desabriga cerca de 35 mil pessoas

173
0
Share:

BRASIL — Boletim divulgado pelo governo do Rio na noite desta quinta-feira aponta 34.890 pessoas fora de suas casas devido às chuvas que atingem todo o Estado.

Só em Santo Antônio de Pádua são 12.000 pessoas desalojadas (na casa de parentes e amigos) e 300 desabrigados (dependem de abrigos públicos). Itaperuna, Laje do Muriaé, Aperibé, Italva, Cardoso Moreira, Cambuci, Campos e São Fidélis também registram moradores fora de casa.

Em Campos, a elevação do nível da água do rio Muriaé provocou o rompimento de um dique (barragem para conter a água de rios) e formou uma cratera de mais de 20 metros na rodovia BR-356, no trecho que liga Campos a Itaperuna.

A água invadiu o bairro Três Vendas. Cerca de 1.000 pessoas tiveram que ser retiradas do local, segundo a Defesa Civil municipal. Parte dos moradores preferiu ficar para tentar salvar seus pertences.

Na noite de hoje, cerca de 30% das ruas de Campos estavam alagadas. Cerca de 3.000 pessoas estão desalojadas (na casa de parentes e amigos) e 592 desabrigadas (dependem de

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, major Edson Braga, o bairro de Três Vendas é protegido pelo dique. “Rompeu justamente no ponto onde foi feito um trabalho pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) em 2009”, afirmou. “Vai encher toda a comunidade como ocorreu na enchente de 2008”.

Também há informações de problemas causados pelas chuvas em outros pontos da cidade devido à cheia do rio Paraíba do Sul, por onde desaguam os rios Muriaé e Pomba –cujas nascentes são em Minas Gerais.

Fonte Folha
Foto Folha
5 de janeiro de 2012
10:49 p.m. PST

Share:

Leave a reply