Cinema: “Golpe Duplo”

272
0
Share:

(BDCi) — Will Smith anda em baixa nas bilheterias e, neste mais recente fracasso comercial, “Golpe Duplo”,  afunda num roteiro irregular, que ora parece ação (sem ritmo), às vezes comédia (com piadinhas esquemáticas, sem graça) e, em outros momentos, um romance (sem química, nem frisson e muito menos credibilidade)…tudo submerso num emaranhado de clichês.

“Golpe Duplo” (“Focus” / Estados Unidos, 2014)

Nota: 1
Direção: Glenn Ficarra & John Requa
Elenco: Will Smith, Margot Robbie, Rodrigo Santoro

A trama, que não passa de um fiapo de estória, coloca Will Smith ensinando a bela Margot Robbie a se aperfeiçoar em viver de golpes ininterruptos em meio a um romance bocejante. E, para piorar, na segunda metade do filme vemos Margot Robbie fazendo par romântico com Rodrigo Santoro, num romance ainda mais bocejante e canhestro.

Um dos grandes problemas do filme é justamente a mescla de gêneros. Tentando agradar a “gregos e troianos”, o roteiro perde o foco e se perde numa encruzilhada de déjà vu.

Outra grande falha é a presença de Will Smith. Um ator que se quer atua. Pode ser que ele entenda de tiros e correria, mas de cenas românticas?? Ledo engano.

Rodrigo Santoro até se esforça, mas não convence e não seduz. Com uma carreira brilhante no cinema brasileiro, Santoro arrisca-se no cinema hollywoodiano sem conquistar papéis à altura do seu talento.

A estonteante atriz Margot Robbie desliza pela tela com extrema sensualidade, esbanjando charme e carisma. Elogiadíssima em “O Lobo de Wall Street”, de Martin Scorsese, Margot Robbie tem total capacidade para deslanchar sua carreira, caso acerte nas escolhas, por enquanto ainda é um talento que engatinha.

A dupla de diretores Glenn Ficarra & John Requa, somatizam uma sucessão de cenas nada inspiradas, de soluções longas, prejudicando o ritmo de forma inquietante.

O trailler de “Golpe Duplo” não cumpre o que vende. O filme vende o que não cumpre. Um perfeito “golpe duplo”.

Por: Ivann Willig

Share:

Leave a reply