CINEMA: O poético thriller “O Florista” faz a sua debut em L.A.

Share:

LOS ANGELES, CA (BDCi) — De Mato Grosso do Sul, à grande Hollywood – O curta do diretor Filipi Silveira, O Florista” foi exibido nesta última quarta-feira (17) aqui na Meca do Cinema. O suspense sem dúvida prendeu os olhos do público nas telinhas americanas.

Esse é o primeiro projeto de Silveira como diretor, que disse estar super feliz com o reconhecimento do seu trabalho tanto no Brasil como no exterior. Em uma conversa com o BDCi News ele fez questão de mencionar o trabalho de sua equipe, que finalizou todo o projeto em apenas 3 meses.

“Fico muito feliz ao ver que as pessoas acham o filme surpreendente devido as surpresas que ocorrem ao longo da trama, isso mostra realmente que o trabalho de toda equipe deu certo.”

Vale lembrar que o filme vem de uma parte do Brasil sem nenhuma tradição na 7ª arte, deixando um gostinho mais interessante aos críticos do cinema. O curta conta a história de um florista, interpretado por Filipi, que encara o mundo como um grande jardim onde pragas, uma metáfora implicando que pessoas do mal, precisam ser eliminadas. O filme é trilhado do começo ao fim pelo compositor Raphael Aguirra de Andrade, que passou indiscutivelmente a mensagem de suspense que o diretor idealizou para o seu projeto. “ O filme é um flete com um pouco de terror e suspense” disse Silveira.

Roberto Leite, produtor e proprietário da Zion Filmes,  realizou a direção de fotografia e foi “a cereja do bolo”, segundo Filipi e Rose Borges realizou a direção de arte, ambos foram de suma importância para a realização do curta-metragem. Leite também esteve presente na exibição do filme aqui na Califórnia.

Foto: Facebook/OFlorista

Foto: Facebook/OFlorista

“É difícil acreditar que estamos aqui. É um sonho sendo realizado, o que começa abrir portas para novos projetos”. Disse Leite. “Durante as gravações não tivemos que regravar nenhuma cena. Foi uma afinidade muito grande entre toda a equipe, mesmo com o desafio de gravar a noite, tiramos proveito do nosso próprio equipamento e dos elementos naturais que nos proporcionou uma ótima qualidade na fotografia”

A equipe de Filipi arrasou na parte técnica, com cortes acurados e cenas muito bem produzidas, que foram escritas, dirigidas, produzidas e atuadas por ele. “O Florista” já foi indicado pela Academia Brasileira de Cinema ao primeiro turno do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2013, considerado o “Oscar” do cinema nacional, além de passar pelo prestigioso Festival de Cannes.

Como ator, ele disse sempre ter sido apaixonado por personagens que exigem uma construção física, para realmente o Filipi Silveira sumir, suas referencias como ator são Philip Seymour Hoffman, Tom Hanks, Jhonny Deep, Bill Murray, Javier Barden e Osmar Prado. No caso da direção, ele citou os trabalhos de Paul Thomas Anderson, Quentin Tarantino, Martin Scorcese, Steven Spielberg, Christopher Nolan e Luis Fernando Carvalho.

” Gosto muito de escrever roteiros, que as vezes no meio de um lugar improvável consigo extrair poesia, foi assim com “O Florista” — Desde o começo tive a preocupação de não fazer um filme que possuísse apenas a violência. Ela está presente com certeza, mas queria fazer um filme com conceito e bonito de se ver”

O próximo projeto do diretor Sul-Mato-Grossense trata-se de outro curta-metragem chamado “Vampiros” , que contará uma historia de personagens que trocam o dia pela noite e também o longa-metragem “Não é Tão Simples Assim”, a história de uma família de criminosos

 

 

Share: