Conheça os top 5 alimentos que incham

275
0
Share:

Sabe aquele quilinho a mais que você viu na balança de um dia para o outro? Pode ser culpa dos vilões do inchaço! A retenção de líquidos é muito comum para as mulheres, que sofrem com o período pré-mentrual e alterações hormonais, além de outros fatos que levam a uma pré-disposição física para esse processo.

Dois a três dias que antecedem a menstruação contribuem (e muito!) para o inchaço. A alteração hormonal que acontece nesse período acaba influenciando na produção, secreção e absorção de hormônios e outras substâncias. “Estas alterações esporádicas podem levar a um desbalanço na absorção de água, dificultando a eliminação pela urina e levando ao edema (inchaço)”, salienta o nutrólogo da Clínica Healthme André Veinert.

Fatores como a falta de atividade física regular, má alimentação, excesso de peso, doenças cardíacas ou renais e fatores genéticos também causam um desbalanço na absorção de água. O resultado são, em média, 2kg a mais na balança em apenas um dia! Mas como descobrir se o seu problema é retenção de líquidos ou aumento da gordura corporal?

André explica que o inchaço (ou edema) aparece de forma localizada principalmente nas pernas e abdômen. “Aparece de forma súbita e em poucos dias tendem a desaparecer. Já o acúmulo de gordura não aparece de forma súbita e bem localizada, sendo um processo mais lento e distribuído pelo corpo”, esclarece.

“Se ficar na dúvida, um bom teste é pressionar a face anterior da perna (canela) com um dedo por 3 segundos e soltar. No caso do edema, ficará a marca do dedo no local e demorará a voltar ao normal”, afirma o nutrólogo. Ou seja, os edemas são menos “elásticos” do que a gordura.

Para evitar a retenção de líquidos e ficar longe do inchaço, confira as dicas do nutrólogo:

 

Top 5 vilões do inchaço: alimentos que mais incham

1. Alimentos industrializados. São ricos em corantes, conservantes e sódio, que aumentam a retenção de líquidos pelo excesso de sódio e substâncias químicas.

2. Refrigerantes. São ricos em sódio e promovem retenção de líquidos.

3. Bebidas alcoólicas. Interferem em alguns processos bioquímicos da glucose no sangue e interferem na absorção de água pelos rins, aumentando o edema.

4. Alimentos pobres em fibras. Prejudicam a formação de bolo fecal (fezes) e a absorção de água. Este fator leva à constipação e retenção líquida. Só para se ter uma ideia, 75% do volume total das fezes é composto por água.

5. Frituras. Prejudicam o esvaziamento do estômago e, consequentemente, todo o processo de digestão, que inclui a absorção e eliminação de água pela urina e fezes, piorando o inchaço.

Top 5 aliados contra o inchaço

1. Atividade física. Auxilia na eliminação de líquidos, além de melhorar as funções do coração, pulmões e consequentemente dos rins. A prática regular mesmo fora deste período pré menstrual auxilia muito na manutenção da boa circulação.

2. Alimentação saudável regular. Promove um bom funcionamento intestinal, com maior absorção de água pelas fezes e melhora do edema.

3. Boa hidratação. Auxiliam na manutenção e bom funcionamento de órgãos e sistemas, reduzindo o inchaço.

4. Acompanhamento médico regular. Para controlar o edema e verificar se realmente é um problema hormonal esporádico e não uma outra doença do coração, pulmões ou rins, por exemplo. O hábito de consultar um médico regularmente ajuda a prevenir doenças e promover saúde.

5. Massagens e drenagem linfática. Podem ajudar no combate ao inchaço através de estímulo mecânico das mãos e melhora do padrão circulatório.

Fonte: http://revistashape.uol.com.br

Share: