Copa de 2014 deve gerar 700 mil empregos no país

129
0
Share:

Rio de Janeiro, Brasil (BDCi) — O ministro do Esporte, Orlando Silva, afirmou que a Copa do Mundo de 2014 deve gerar cerca de 700 mil empregos em todo país. Durante a preparação do país para o torneio, a estimativa é de gerar aproximadamente 380 mil postos de trabalho. O restante das vagas será preenchido durante a realização do Mundial.

Quase 30 bilhões serão gastos para preparar o Brasil para o mundial. Os estados que devem ser os mais privilegiados são: Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais e Santa Catarina. As oportunidades de empregos serão em várias áreas, porém as áreas de: Energia, Saúde, Segurança, Telecomunicações e Turismo se destacam.

Segundo o ministro, as previsões foram concluídas através de um estudo sobre impactos econômicos da Copa do Mundo encomendado pelo governo federal. A estimativa de geração de empregos foi divulgada por Silva durante sua participação num seminário na Assembleia Legislativa de São Paulo para discutir a Copa de 2014.

“A Copa do Mundo é geração de emprego, de renda e de desenvolvimento. Todas as obras que estão previstas vão precisar de trabalhadores”, disse o ministro, segundo informações da Agência Brasil.

Os trabalhadores da construção civil serão um dos grandes beneficiados, segundo Silva, devido às obras de infra-estrutura nos aeroportos, portos e nos sistemas de transporte público nas 12 cidades-sede da Copa. O investimento previsto é R$ 6 bilhões só nos aeroportos.

Orlando Silva confirma também que espera um grande crescimento no setor de turismo, uma vez que hotéis e restaurantes, por exemplo, deverão aumentar seu quadro de funcionários para atender os turistas brasileiros e estrangeiros que assistirão aos jogos da Copa do Mundo.

Segundo informações do Ministério do Trabalho, cerca de 120 mil empregos por ano serão criados até 2016, em todo o Brasil. Devido a escolha do país para sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Mas antes inda teremos a Copa das Confederações em 2013

By: Adrianna Lobo
Source: Agência Brasil
May 19, 2011.

Share:

Leave a reply