Cultura afro-brasileira divulgada nos Estados Unidos

226
0
Share:

LOS ANGELES, CA (BDCi) – O Brasil é o país que comporta a segunda maior população de afrodescendentes no mundo, após a África. Com esse pensamento e com a ideia de educar as pessoas sobre as origens negras na cultura brasileira, Paulo Lima lançou o website www.afro-brazilian.com em inglês, mas com planos de expansão para o português, com intuito de também educar os brasileiros sobres suas raízes africanas.

BDCi News: Paulo como surgiu a ideia de divulgar a cultura afro-brasileira nos Estados Unidos?

Paulo Lima: O site surgiu um ano atrás com a ideia de educar a população afro-americana a conhecer melhor a cultura negro-brasileira. Em fim, criar essa ligação entre as duas culturas baseada nas raízes africanas. Em nossas viagens ao Brasil sempre notamos a grande influência da cultura negra na cultura brasileira em geral e muitos americanos não sabem que há esse grande número de afrodescendentes no Brasil.
BDCi News: Onde está concentrada a população de afrodescendentes no Brasil?

Paulo Lima: Nas regiões metropolitanas, e Salvador é a cidade onde se concentra a maior parte dessa população, seguida de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Pernambuco. A população negra se espalhou muito desde a época da escravidão e ela se concentrou mais aonde a mão de obra escrava era utilizada. A partir da mudança nas condições de trabalho, essa população migrou para outros lugares e a imigração para o Brasil não parou desde 1822 continuando até hoje.

BDCi News: Como está sendo a aceitação do seu trabalho aqui nos Estados Unidos e no Brasil?

Paulo Lima: Tem sido ótima. Nós temos conseguido bastante mídia aqui nos Estados Unidos, através do nosso trabalho de divulgação. Tanto aqui na Califórnia como na Flórida, Massachusetts, Nova York e New Jersey, lugares estes onde há a maior concentração da comunidade brasileira. Temos também parcerias com grandes entidades e grupos para ajudar na divulgação do site. E para comemorar um ano de trabalho, estamos dando prêmios de três em três meses, através de sorteios, para todos aqueles que vem apoiando nossas metas e se registrando em nosso site. Os participantes podem ganhar uma viagem ao Brasil e a oportunidades de conhecer a comida de diferentes restaurantes brasileiros em várias regiões dos Estados Unidos. As pessoas acham importante fazer a ligação entres essas duas culturas, pois muitos nem sabem que há populações negras que falam o português.

BDCi News: Vocês tiveram alguma dificuldade em implementar e divulgar o website?

Paulo Lima: Infelizmente sim. Tivemos dificuldades no começo em fechar parcerias pelo fato do website ser relativamente novo. Estamos começando agora, então não há um grande tráfego de pessoas em nossa páginas. Nossa campanha de marketing não é muito grande então funciona mais com o “word of mouth”o conhecido boca-a-boca. Eu acredito que fazer as pessoas visitarem nosso website tem sido uma das nossas maiores dificuldades, assim como o de se obter matérias que sejam relevantes para o nosso público.

BDCi News: Mais alguma coisa que você gostaria de adicionar a esta entrevista

Paulo Lima: Gostaria de voltar a lembrar aos leitores para participarem da nossa promoção. Por favor, se inscrevam em nosso site para concorrer a prêmios como passagens para o Brasil, jantares no Café Brasil, e até noites de estadia no Califórnia Hilton Hotel, no centro de Los Angeles. E que também acessem a nossa página do Facebook.

Paulo Lima é candidato a Ph. D. na UCLA e está estudando a história das roupas do candomblé e sua importância na formação da identidade afro-brasileira, bem como sua influência na moda contemporânea. Em 2009, ele recebeu seu mestrado em Artes Cênicas e Figurino da Universidade Estadual de Long Beach (CSULB). Lima é bacharel em Geografia pela Universidade de São Paulo (USP), Brasil.

Por Janete Weinstein
Editado por Ubirata Farias
Foto Paulo Lima
1 de outubro de 2012 8:40 a.m. PST

Share:

Leave a reply