Disco póstumo de Amy Winehouse sai em Dezembro

174
0
Share:

O tabloide britânico “The Sun” divulgou nesta segunda-feira a capa e a lista das músicas do disco póstumo de Amy Winehouse, morta aos 27 anos por consumo excessivo de álcool no dia 23 de julho. “Amy Winehouse Lioness: Hidden Treasures” será uma coletânea de gravações inéditas da cantora e deverá chegar às lojas da Grã-Bretanha em dezembro.

Segundo o jornal, o disco tem 12 faixas e traz uma versão para o clássico da bossa nova “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, além de uma música gravada enquanto a cantora estava sob efeito de heroína e outra que fala sobre ela ter traído o ex-marido, Blake Fielder-Civil, durante o relacionamento turbulento do casal.

Emocionado, o pai de Amy, Mitch Winehouse, disse ao “Sun” que chorou ao ouvir o disco e que ficou muito orgulhoso das gravações – algumas inéditas mesmo para ele. “Passei tanto tempo correndo atrás de Amy que nunca tinha percebido como ela era realmente um gênio.

Foi só quando sentei com o restante da família e ouvi esse disco que eu consegui apreciar por inteiro o tamanho do talento dela. Dos standards do jazz até as músicas de hip-hop, deixaram-me sem fôlego. Uma das músicas novas do disco, “Halftime”, eu nunca tinha ouvido antes. E é incrivelmente linda”, contou.

Os produtores Salaam Remi e Mark Ronson passaram as últimas semanas trancados em estúdios ao redor do mundo para montar o disco. Eles tiveram a difícil missão de ouvir centenas de horas de gravações da cantora. O resultado, segundo Mitch, não vai fazer feio.

“Se a família achasse que esse disco não estava no nível dos outros, “Frank” e “Back to black”, nunca teria concordado em lançá-lo. Acreditamos que ele será um tributo à altura de seu legado musical”, garantiu o pai de Amy.

De acordo com o jornal, a música mais emocionante do disco é uma versão de “A song for you”, uma canção de Leon Russell que ficou famosa na voz do cantor preferido de Amy, Donny Hathaway. A música, em que Amy também toca violão, foi gravada em um único take em sua casa, em Londres, em 2009, enquanto ela lutava para vencer o vício em drogas pesadas. Em alguns momentos, sua voz aparece embargada de emoção.

Outra cover do disco, da canção de Carole King “Will you still love me tomorrow”, foi produzida em 2004, meses antes de Amy começar a se envolver com as drogas.

Também se destaca no disco a faixa “Between the cheats”, gravada logo após o fim de seu casamento turbulento com Blake Fielder-Civil. A última canção gravada por Amy, “Body & soul”, em dueto com Tony Bennett, também está no disco.

O disco póstumo será lançado na Grã-Bretanha no dia 5 de dezembro e 1 libra de cada unidade vendida irá para a Fundação Amy Winehouse, criada para ajudar crianças e dependentes de álcool e drogas.

Amy, que emplacou uma série de sucessos e ganhou cinco Grammys apesar de sua batalha contra o álcool e as drogas, morreu em sua casa no bairro de Camden, norte de Londres.

A investigação sobre sua morte concluiu que a cantora tinha consumido álcool cinco vezes acima do limite tolerável para dirigir quando um de seus seguranças a encontrou morta na cama. Nenhuma droga foi encontrada em seu corpo.

Confira a lista das faixas do disco:

1. “Our day will come (Reggae Version)” – Versão de um clássico dos anos 60, produzida por Salaam Remi. Gravada em maio de 2002.

2. “Between the cheats”: Composição inédita de Amy, gravada em maio de 2008 para uma possível inclusão em seu terceiro disco. Produzida por Salaam Remi.

3. “Tears dry”: Composta inicialmente por Amy como uma balada, esta é a versão original da canção, gravada em novembro de 2005 em Miami, com Salaam. Uma versão mais agitada aparece em “Back to black”.

4. “Wake up alone”: A primeira música gravada para o álbum “Back to black”. É uma demo gravada em uma única sessão em março de 2006 por Paul O’Duffy.

5. “Will you still love me tomorrow”: Bela versão para o clássico de Carole King. Produzida por Mark Ronson e com participação do grupo Dap Kings nos arranjos de cordas. Gravada em setembro de 2004.

6. “Valerie”: Uma das canções favoritas de Amy, esta é a versão original, mais lenta, do single produzido por Mark Ronson. Gravada em dezembro de 2006.

7. “Like smoke” (com participação de Nas): Amy e o rapper Nas tornaram-se bons amigos depois que a cantora o mencionou na canção “Me & Mr Jones”, do álbum “Back to black”. Em “Like smoke”, Amy finalmente gravou uma música com um de seus artistas favoritos. Produzida por Salaam Remi e gravada em maio de 2008.

8. “The girl from Ipanema”: A primeira canção que Amy cantoi quando foi para Miami gravar com Salaam, aos 18 anos, em maio de 2002. Ele lembra que “a maneira com que ela interpretou esse clássico da bossa nova me fez perceber que estava lidando com um talento muito especial. Sua abordagem era tão jovem e fresca, que me inspirou para o restante das gravações.

9. “Halftime”: Amy tinha conversado com Ahmir “Questlove” Thompson, do grupo The Roots, sobre trabalharem juntos. Amy e Salaam trabalharam em “Halftime” desde as gravações de “Frank”. Gravada em augosto de 2002.

10. “Best friends”: A música de abertura tocada nos shows da época do disco “Frank”, produzida por Salaam Remi. Gravada em fevereiro de 2003.

11. “Body & soul” comh Tony Bennett: Versão do standard do jazz dos anos 30 com o ídolo Tony Bennett. Gravada nos estúdios Abbey Road, em Londres, em março de 2011 e produzida por Phil Ramone. Foi a última gravação em estúdio de Amy.

12. “A song for you”: Versão de partir o coração do clássico famosos na voz de Donny Hathaway, cantor favorito de Amy. A música foi gravada em apenas um take, somente com Amy e seu violão, em 2009, enquanto ela lutava contra o vício em drogas. Produzida por Salaam Remi.

Fonte: O Globo
imagem: Blitz
31 de outubro de 2011
12:09 p.m. PDT

Share:

Leave a reply