Em busca do penta no futebol de areia, Brasil tenta no Haiti retomar domínio, hoje da Rússia

965
0
Share:
Seleção de Futebol de Areia estreia contra Irã nesta quinta-feira (19)

O cenário paradisíaco de Papeete, no Taiti, recebe, a partir desta quinta-feira, a Copa do Mundo de Futebol de Areia. Imbatível na modalidade há até poucos anos, o Brasil, desta vez, não chega com a banca de grande favorito. Tetracampeã em 2006, 2007, 2008 e 2009, a seleção verde-amarelo perdeu sua hegemonia para a Rússia em 2011. E, além da derrota por 12 a 8 na decisão da Copa do Mundo daquele ano, em Ravenna, na Itália, a equipe canarinho ainda caiu diante dos russos nas edições de 2011 e 2012 da Copa Intercontinental.

Sob o comando de Júnior Negão, que chegou a ser demitido pela Confederação Brasileira de Beach Soccer (CBBS), mas depois voltou ao cargo pelas mãos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) – numa briga na Justiça com direito a liminares e recursos -, e com um grupo bastante renovado, o Brasil desembarcou no Taiti disposto a recuperar o que lhe foi tirado.

Campeão da última temporada russa ao lado de Bruno Xavier e Datinha pelo Kristall e um dos remanescentes da geração que ganhou tudo na areia, Jorginho reconhece a força do futebol de areia dos atuais campeões mundiais, mas afirma que o Brasil chega bem preparado para a estreia contra o Irã, na madrugada desta quinta-feira, às 3h30m (horário de Brasília) e sem qualquer tipo de sentimento de vingança.

– Fomos campeões russos nessa temporada, e isso nos deu força e muito moral pra chegar bem aqui. Conhecemos todos eles e os respeitamos, mas é mais uma seleção que, se enfrentarmos, teremos que ganhar para chegarmos ao nosso objetivo. Não queremos revanche, nada disso, somente ganhar a Copa do Mundo seja contra quem for. Estamos preparados e viemos buscar o que nos foi tirado – afirmou Jorginho.

GRUPOS DA COPA DO MUNDO DE FUTEBOL DE AREIA

Grupo A: Espanha, Taiti, Emirados Árabes, Estados Unidos

Grupo B: Argentina, El Salvador, Holanda, Ilhas Salomão

Grupo C: Brasil, Irã, Senegal, Ucrânia

Grupo D: Costa do Marfim, Japão, Paraguai, Rússia.

Presente em todas as edições de Campeonatos Mundiais e Copas do Mundo, desta vez a seleção brasileira sofreu para garantir presença entre as 16 melhores do mundo. Sem jamais ter perdido um único jogo entre os 30 disputados em eliminatórias sul-americanas, o Brasil foi derrotado pelo Paraguai, nos pênaltis, na competição realizada em fevereiro deste ano, em Merlo (ARG), e foi obrigado a bater o Equador na disputa do terceiro lugar para garantir uma vaga na Copa do Mundo do Taiti.

Além da seleção iraniana, o Brasil enfrentará ainda a Ucrânia, na madrugada de sábado, e o Senegal, na madrugada de segunda-feira, também às 3h30min, pelo Grupo C da competição. Mesmo diante de adversários difíceis, Jorginho destaca a preparação realizada no Rio de Janeiro e aposta na classificação.

– O grupo está fechado e com o único objetivo de ganhar a Copa do Mundo. Estamos bem fisicamente e com uma vontade gigantesca de ganhar. Nosso grupo é muito duro, com três seleções fortes e de muita marcação, mas estou confiante que vamos conseguir nosso objetivo degrau a degrau – disse o camisa 10 da seleção, que destacou os principais rivais do Brasil rumo ao penta.

– Acho que Rússia, Espanha, Ucrânia e Japão são nossos maiores adversários, mas o Taiti pode surpreender.

Regulamento

Com 16 países divididos em quatro grupos de quatro, os dois melhores de cada chave avançam às quartas de final. Os oito melhores se enfrentam em confrontos diretos (1º do A x 2º do B; 1º do B x 2º do A; 1º do C x 2º do D e 1º do D x 2º do C) e os vencedores se classificam às semifinais. Os vencedores disputam a grande final no dia 29 de setembro.

Confira os jogadores da seleção brasileira na Copa do Mundo:

Goleiros
Mão (Corinthians) e Leandro (Botafogo)

Defensores
Daniel (Flamengo), Fernando DDI (Sport Recife) e Bueno (Vasco da Gama)

Alas
Bruno Xavier (Vasco da Gama), Jorginho (Vasco da Gama), Eudin (Sampaio Correia), Datinha (Sampaio Correa) e Bokinha (Vasco da Gama)

Atacantes
André (Corinthians) e Bruno Malias (Rio Branco)

 

Fonte: G1

Share:

Leave a reply