EUA: Bailarinas do Ringling Bros estão bem, diz trapezista

386
0
Share:

Do Terra

O estado de saúde das bailarinas feridas no acidente de domingo, no circo Ringling Bros. em Providence, EUA, melhorou nesta quarta-feira. As informações foram divulgadas pela trapezista Adrielle Alves, em seu perfil no Facebook.

Na publicação, Adrielle diz que passou no hospital e que conversou com todas as meninas internadas. A trapezista afirmou que todas estão acordadas, dispostas e conscientes. Além disso, a artista afirmou que algumas já estariam andando, mas não citou nomes.

Ainda de acordo com a trapezista, as cirurgias cessaram e o processo agora será concentrado na recuperação de cada uma das bailarinas. 

Irmã de Dayana, a também artista do circo Rongling Bros., Luana Costa, publicou uma mensagem nesta quarta-feira agradecendo às orações e os pensamentos positivos dos amigos. Na publicação, Luana reafirma que Dayana está consciente. “Ela está bem, o pior já passou”, disse ela.

Segundo o boletim médico enviado pelo hospital Rhode Island na tarde desta quarta-feira, quatro dançarinas continuam em estado grave, três passam bem e seguem internadas e uma recebeu alta nesta terça-feira. Entre as meninas que seguem em estado grave, estão as brasileiras, Dayana Costa e Stefany Neves. A também brasileira Widny Neves passa bem e Samantha Pitard foi liberada para voltar para casa.

Após sair do hospital, Pitard disse que está disposta a voltar a apresentar o número “Hang-Hair”, no qual as artistas ficam suspensas a mais de 10 metros apenas pelos cabelos em uma espécie de candelabro humano.

Veja momento que estrutura de circo cai e fere artistas
As acrobatas caíram na apresentação do último domingo, às 11h locais, quando o mosquetão que segurava a estrutura metálica em que estavam penduradas falhou, se quebrando em três partes.

 

Share: