Falta de proficiência em inglês encerra candidatura no Arizona

233
0
Share:

ARIZONA (BDCi) – Alejandrina Cabrera, nascida nos Estados Unidos, virou manchete no Arizona ao ser forçada a renunciar sua candidatura a vereadora da cidade de San Luis, por incapacidade para se manter num cargo público.

A decisão foi do juiz do Tribunal Superior do Condado de Yuma, John Nelson, que determinou que o nome de Cabrera fosse retirado da cédula de votação para as eleições municipais que vão ser realizadas no próximo mês de março.

O juiz declarou que Alejandrina é incapaz de executar funções públicas pela falta de proficiência em inglês, depois de analisar os resultados que um especialista em sociolingüística avaliou que apesar de seus esforços a candidata não atingiu níveis aceitáveis.

O processo começou após o prefeito de San Luis, Juan Carlos Escamilla, pedir que se determinasse o nível de inglês da candidata para atuar como vereadora por um mandato de quatro anos. Alejandrina Cabrera, crítica ferrenha do prefeito, reconheceu que fala “pouco inglês “, mas disse que é o suficiente para o cargo para o qual se candidatou.

O prefeito Escamilla, que estudou na mesma escola que Cabrera, declarou que não é cem por cento fluente em inglês, mas pode ler, escrever,falar bem e ainda administrar a cidade. Em San Luis, mais de 90% população é hispânica e na maioria das casas o espanhol é a língua principal, de acordo com o ultimo Censo.

As leis do Arizona exigem que uma pessoa em cargo público deve falar Inglês. O advogado de Alejandrina, Brandon Kinsey, argumentou que as leis não estão definidas em detalhes. “Se ela ela é a melhor candidata, a decisão deveria ser dos eleitores, não definida por um juiz”, disse Kinsey. O advogado já recorreu da decisão do Tribunal.

Por: Josi Chevalier
Editado por: Janete Weinstein
Fonte: Univision
Foto: diariohorizonte.com e Google
27 de Janeiro de 2012
9:17 p.m. PST

Share:

Leave a reply