Flu dobra risco de queda, e Furacão tem 93% de chances no G-4

136
0
Share:
Flu dobra risco de queda

Péssima para alguns, como o Fluminense, ótima para outros, como o Atlético-PR. Assim foi a 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, que embolou de vez a dramática briga contra o rebaixamento e deixou menos acirrada a luta por uma vaga na Taça Libertadores de 2014. O Tricolor carioca dobrou seu risco de ser rebaixado ao perder para o Santos, enquanto o Furacão, que na quarta-feira disputa a decisão da Copa do Brasil contra o Flamengo, praticamente consolidou seu lugar no G-4 ao golear o Náutico, faltando apenas duas rodadas para o fim do nacional. Os cálculos são do matemático Oswald de Souza.

Embora não esteja no Z-4, o Fluminense, derrotado por 1 a 0, tem 33% de risco de cair. Na última rodada era de apenas 17% a possibilidade. O time das Laranjeiras está em 16º lugar e tem a mesma pontuação do Coritiba, primeiro da zona do rebaixamento e que pouco alterou sua situação com o empate sem gols diante do Inter. Tem 49% de risco de disputar a Série B no ano que vem.

O Vasco, 18º, com 41 pontos, melhorou sua possibilidade de escapar da degola ao vencer o Cruzeiro, no Rio de Janeiro. De 80%, o risco agora é de 67%. Na próxima rodada, o duelo será contra o lanterna e já rebaixado Náutico. Continuam ameaçados, em menor escala, o Criciúma (25%), Portuguesa (13%) e o Bahia (12,5%). O Internacional, com 46 pontos, aparece com risco irrisório de 0,5%. O Flamengo, com 48, está salvo, segundo Oswald, embora combinação de resultados improváveis possa rebaixar a equipe da Gávea. A Ponte Preta está virtualmente rebaixada, com 99,999% de risco de queda.

De acordo com Oswald de Souza, o time que chegar a 47 pontos praticamente se livra da queda, com apenas 0,5% de risco de cair com essa pontuação. Quem alcançar 46 pontos tem risco de somente 5%, enquanto com 45 será preciso secar também os adversários, já que a possibilidade de queda é de 34%.

Botafogo e Goiás acirram disputa por vaga no G-4

Na parte de cima da tabela, a rodada foi ótima para o Atlético-PR. A goleada por 6 a 1 diante do Náutico levou o time aos 61 pontos, na vice-liderança e com 93% de chances de disputar a Taça Libertadores em 2014. Antes de a rodada começar, a possibilidade era de 75%. O Furacão enfrenta no domingo o Santos, em São José do Rio Preto-SP.

O Grêmio, que empatou fora de casa por 1 a 1 com a Ponte Preta, não diminuiu as chances de terminar o Brasileiro no G-4. Continua em 92%, na terceira colocação, com os mesmos 61 pontos do Furacão. A última vaga do grupo está sendo disputada por Botafogo e Goiás, que não venceram no fim de semana.

Menos mal para o time alvinegro, que diminuiu a diferença na tabela em um ponto – 59 a 58 – e agora tem 49% de chances de abocanhar uma vaga após empatar no Morumbi com o São Paulo. O time esmeraldino, goleado por 4 a 1 no sábado pelo Atlético-MG, reduziu de 77% para 64% suas possibilidades de terminar no G-4. Na próxima rodada, o Botafogo encara o Coritiba, fora de casa, enquanto o Goiás faz duelo direto contra o Grêmio, em Porto Alegre. O Vitória ainda aparece com 2% de chances.

Segundo Oswald de Souza, quem chegar a 64 pontos tem 99,5% de chances de ir à Taça Libertadores de 2014. Com 63 pontos, a chance é excelente, de 97%, caindo para 86% com 62 pontos. Com 61, a possibilidade é de apenas 45%.

 

Fonte: G1

Share: