Garotinho e Rosinha são denunciados pela PGR por peculato e lavagem de dinheiro

229
0
Share:
PGR denuncia Garotinho e Rosinha por desvio de verba pública

BRASÍLIA (BDCi) — O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, denunciou o deputado federal e líder do PR na Câmara, Anthony Garotinho (PR-RJ), e a mulher dele, Rosinha Matheus, prefeita de Campos de Goytacazes, pelo crime de peculato e lavagem de dinheiro. Eles são acusados de deviar pelo menos R$ 650 mil do Estado do Rio de Janeiro para financiar a campanha de Garotinho à Presidência da República em 2006.

De acordo com a denúncia apresentada ao Supremo Tribunal Federal, o dinheiro foi desviado em um esquema criado por Rosinha, quando era governadora do Rio de Janeiro. Por meio de decreto assinado por ela em 2003, o governo contratou a Fundação Escola de Serviço Público, que subcontratava diversas organizações não governamentais porque não tinha pessoal suficiente para prestar serviços.

O dinheiro então era repassado a empresas que depois colaboraram com a campanha de Garotinho, o que Gurgel classificou de “verdadeira operação de lavagem de dinheiro”. Segundo o procurador, Garotinho não era apenas o beneficiário da verba, mas também tinha influência nas operações de desvios, pois ocupava o cargo de secretário de Estado do Rio de Janeiro, na época dos fatos.

NélioMachado, advogado do casal, afirmou que ainda não obteve acesso ao teor da denúncia, mas que vai preparar a defesa dentro do prazo. “Tenho fundada convicção de que tem que ser rejeitada, porque não me soa como absolutamente razoável, uma acusação surgir dez anos depois dos fatos, no ano que se avizinha um novo procedimento eleitoral”, disse.

A denúncia foi enviada ao Supremo no dia 24 de julho em inquérito que tramita na corte há cerca de um ano. O relator, ministro Dias Toffoli, determinou que o deputado e a prefeita respondam às acusações em 15 dias.

Share:

Leave a reply