Grêmio decide rumo na Libertadores contra Santa Fé

216
0
Share:
Grêmio decide em Bogotá vaga para a quarta de final da Libertadores

Bogotá (BDCi) — Os jogadores nem entraram em campo ainda, mas o confronto desta noite já começou quente. Nos bastidores, quem apimentou o duelo entre Santa Fé e Grêmio foi o atacante colombiano Medina. No começo da semana, deu declarações desdenhando a preparação gaúcha na altitude e prometeu “comer” o Tricolor nesta quinta-feira. Rapidamente, as palavras repercutiram. Os dirigentes responderam que o adversário precisará “arcar com as consequências”. O resultado dessa disputa fica mesmo para dentro do gramado do El Campín, onde as duas equipes se enfrentam às 22h30m (horário de Brasília) por uma vaga nas quartas de final da Libertadores.

O Grêmio tem a vantagem do empate. Como venceu por 2 a 1 em Porto Alegre, pode até perder por um gol desde que balance a rede rival ao menos duas vezes. O time colombiano, por sua vez, até então o único invicto na competição, precisa ganhar por dois de diferença. Repetição do placar leva a decisão aos pênaltis. Quem avançar, enfrenta o Real Garciaso-PER.

Com a análise do recurso pela Conmebol e a manutenção da pena de seis jogos a Vanderlei Luxemburgo, o Grêmio voltará a ser comandado pelo auxiliar técnico Roger Machado. No jogo de ida, o “novo” técnico deu sorte e garantiu a vitória aos brasileiros, mesmo com a expulsão de Cris no início do segundo tempo. No lugar do zagueiro, aliás, quem atua é Bressan, ao lado de Werley, que retorna de uma lesão muscular na coxa.

Se o confronto já começou quente muito antes de a bola rolar, no que depender da torcida colombiana o duelo irá ferver no El Campín. A promessa é de estádio lotado. Cerca de 40 mil torcedores locais irão apoiar o time em busca de mais um passo rumo a um título sul-americano inédito na história do clube.

O uruguaio Roberto Silvera apita o confronto, ao lado de Marcelo Costa e Daniel Deforczuk.

Santa Fé: Wilson Gutierrez não indicou qual será a escalação que mandará a campo para enfrentar o Grêmio. Pérez, Bedoya e Garcia, atletas que perderam um treino com dores musculares, resultado da maratona de jogos, estão confirmados. A dúvida é o lateral-direito Roa, com uma contratura na coxa direita. Se não atuar, Anchico será deslocado abrindo vaga no meio a Valencia. O time: Vargas; Roa (Valencia), Valdés, Meza e García; Torres, Bedoya, Anchico e Omar Pérez; Medina e Cuero.

Grêmio: Vanderlei Luxemburgo fechou treinos, mas a escalação é conhecida. Sem Cris, suspenso, Werley retorna ao time após lesão na coxa direita – Bressan continua na defesa. A reedição da dupla Elano e Zé Roberto é a boa notícia para devolver a qualidade ao meio-campo, completo por Fernando e Souza. A equipe, então, será: Dida; Pará, Werley, Bressan e André Santos; Fernando, Souza, Elano e Zé Roberto; Vargas e Barcos.

Santa Fé: há apenas a dúvida sobre a recuperação do lateral-direito Roa (coxa direita). Os volantes Arias e Mendoza, reservas, estão machucados.

Grêmio: Cris, suspenso pela expulsão no jogo de ida, é o único titular ausente. Além do zagueiro, o treinador, que está impedido de ficar no banco de reservas, não pode contar com os reservas Guilherme Biteco (clavícula do ombro direito), Jean Deretti (coxa dirieta) e Adriano (joelho direito), todos machucados, e Saimon (recuperação física após hérnia abdominal).

Santa Fé: artilheiro do time na temporada, com 12 gols (11 pelo Colombiano, um pela Libertadores), Medina apimentou o confronto ao prometer ‘comer’ o Grêmio. É visto pelos jogadores tricolores como um atacante rápido e goleador. Resta saber como irá se portar em campo após a polêmica.

Grêmio: principal homem do meio-campo gremista e dono da camisa 10, Zé Roberto cumpriu suspensão no jogo de ida e volta nesta quinta. Mais: após 11 jogos, novamente atuará ao lado de Elano. Dupla essa que é sinônimo de artilharia, bom aproveitamento, qualidade e experiência.

Valdés, zagueiro do Santa Fé: “É um jogo para um time unido. Temos de marcar atrás e na frente para não tomar gol. E atacar em conjunto para converter e passar de fase”.

Barcos, centroavante do Grêmio: “Não ligo (para provocação). Eu cuido e sei o que falo. Quem fala de mais, pior para ele (Medina). Eu não vi, não escutei e não li. Vamos ver depois do jogo (quem vai comer quem). O que eu vou falar?”.

 

Em 1º de maio, feriado do Dia do Trabalhador, na Arena, o Grêmio recebeu o Santa Fé, no primeiro confronto entre as duas equipes. Saiu ganhando, gol de Vargas, e, não fosse a expulsão de Cris, tinha chances de ampliar o placar. Porém, o pênalti cometido pelo zagueiro gerou gol de Omar Pérez. Mesmo com um jogador a menos, durante todo o segundo tempo, conseguiu vencer graças a gol de Fernando. O suficiente para ir à Colômbia em vantagem.

 

 

Por GLOBOESPORTE.COM

Bogotá, Colômbia

Share:

Leave a reply