Gurgel se diz frustrado por não poder acompanhar caso do mensalão até o final

241
0
Share:
Absolvições são frustração imensa, diz ex-procurador Roberto Gurgel

BRASÍLIA (BDCi) — O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, declararou nesta quinta-feira (08) que tem “frustração” por não poder acompanhar o processo do mensalão até o final.

O mandado de Gurgel termina dia 15 deste mês e as sessões do Supremo Tribunal Federal (STF) se iniciam no dia 14. Com isso, o procurador só poderá participar da primeira sessão para julgar os recursos dos 25 réus condenados no processo do mensalão.

“O julgamento dos embargos (recursos) está previsto para se iniciar no dia 14. Se iniciar no dia 14, eu participarei pelo menos da primeira sessão relacionada ao julgamento do recurso. Frustração existe, sim. Eu preferiria deixar o cargo com a decisão condenatória já sendo cumprida efetivamente. Ou seja, com a perda de mandatos parlamentares e com a expedição dos mandados de prisão em relação àqueles réus condenados a penas privativas de liberdade.” citou Gurgel que concluiu dizendo que a pessoa que o substituirá conduzirá da melhor forma os trabalhos da Procuradoria

Caberá à presidente Dilma Rousseff definir quem irá substituir Gurgel no cargo. A presidente recebeu uma lista tríplice da Associação Nacional  dos Procuradores da República (ANPR) com os três nomes mais votados entre os procuradores de todo o país. Estão nesta lista os subprocuradores Rodrigo Janot, Ela Wiecko e Deborah Duprat.

Na semana passada, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que o nome será conhecido “nos próximos dias”

 

Share:

Leave a reply