Influenciar e criar um conceito para agregar valor

290
0
Share:

Uma empresa quer agregar valor ao seu serviço ou produto, ser uma marca bem sucedida e obter mais resultados. Quem vai escolher um  produto e usar um serviço em meio a uma infinidade de empresas de pequeno e médio porte a piscar em espaços publicitários,  shoppings centeres e em telas do computador?

Antes de ser eleita pelo cliente, a empresa tem que trabalhar muito, percorrer um longo caminho para fixar sua imagem e criar uma identificação própria. É benéfico imprimir sua marca com a da sua empresa: construindo e crescendo uma com a outra. Passar uma imagem positiva, é claro, é prioridade a permanência no mundo dos negócios.
Uma imagem mental benéfica da marca terá mais chance de ser bem sucedida que uma carregada de aspectos negativos. Isso explica porque um produto ou serviço não necessita tanto ser divulgado já que a empresa é top, é eficiente, carrega reconhecimento.

Vencedoras
Assim sendo, uma boa identificação de sua empresa dentro do mercado já é meio caminho andado. O consumidor e o mercado preferem empresas vencedoras, marcas sinônimos de sucesso, uma imagem saudável e positiva.  Ninguém quer contratar um empresário com envolvimento em uma situação negativa que deprecie seu nome e o da empresa.
Por isso, toda empresa com solidez vai estampar otimização em gestão dos negócios, sensação de estabilidade, zona de conforto, se tornar tendência no mercado.

A neurolinguística pode estudar e explicar a empatia que uma marca pode estabelecer com o ser humano. Essa identificação entre as duas pontas – consumidor e marca – nesta ordem, virá com a partir de uma  percepção de um processo de imagem mental coletiva.
A identificação consumidor/ marca é o resultado da influência sentimental entre as duas pontas: apreciar esse produto ou serviço e se tornar um divulgador e, em um crescendo, dinamizar a percepção dos motivos de compras.

Thiago La Torre  – Empresário, especialista em estratégias de marketing.

Share: