Investidor brasileiro multado por tráfico de informação

293
0
Share:

WASHINGTON, DC (BDCi) — O ex banqueiro Igor Cornelsen, 64, foi condenado a pagar mais de 5,1 milhões de dólares, informou nesta sexta-feira a SEC (Securities and Exchange Commision), uma espécie de xerife do mercado de investimentos nos Estados Unidos. A SEC acusa Cornelsen de ter usado tráfico de informação para comprar opções em bolsa da rede de lanchonetes de comida rapida, Burger King.

Segundo apurou a SEC, em maio de 2010 Igor Cornelsen soube graças a seu corretor em Nova York, Waldyr da Silva Prado Neto, que a Burger King seria comprada por um grande fundo de investimentos. A SEC acusa Prado Neto de ter usado esta informação privilegiada de um cliente envolvido na operação e repassado ao ex banqueiro.

Através de sua própria empresa, a Bainbridge Group, Cornelsen começou a colocar no mercado opções de compra de ações da Burger King. Durante meses, ele e Waldyr Prado Neto, 42, trocaram informação e negociaram nos mercados até que a rede de lanchonetes foi efetivamente comprada, em setembro de 2010. A SEC diz que Igor Cornelsen faturou um milhao e seiscentos mil dólares com a negociata.

A Comissão da bolsa americana abriu uma investigação com ajuda de sua equivalente brasileira e a condenação obriga Cornelsen e sua empresa a devolver os lucros da operação mais uma multa adicional de 3,3 milhões de dólares. Já Waldyr Prado Neto teve os bens congelados e a comissão segue a investigação contra o corretor.

Igor Cornelsen, que vive nas Bahamas, foi procurado pelo portal de noticias G1 e nao foi encontrado para comentar o assunto. James Benjamin, um dos sócios da Akin Gump Strauss Hauer & Feld que representa Cornelsen, declarou: “Igor Cornelsen é um homem honrado com uma distinta carreira. Ele está disposto e vai resolver toda esta situação lamentável.”

Por: Josi Chevalier
Fonte: G1 e Reuters
Foto: valuewalk.com
30 de Novembro de 2012
8:17 p.m. PST

Share:

Leave a reply