Kaká poderá ir para o Los Angeles Galaxy

205
0
Share:

LOS ANGELES (BDCi) — O meia Kaká, do Real Madrid, poderá realizar o desejo de jogar nos Estados Unidos antes do que poderia imaginar. O empresário Tim Leiweke, dono do Los Angeles Galaxy, confirmou nesta sexta-feira que vai tentar a contratação do brasileiro, e que o vê como o substituto ideal para David Beckham, que está deixando o clube.

O dirigente pretende usar a boa relação que mantém com a diretoria merengue para conseguir realizar mais um negócio histórico para o futebol local. Em 2007, o empresário surpreendeu o mundo ao contratar o meia inglês, que tinha 31 anos, em um contrato de cinco anos.

– Sabemos do interesse de Kaká na MLS (a liga americana de futebol) e nós já deixamos bem claro para ele que temos interesse em contar com ele. Temos uma grande relação com o Real Madrid e como já trabalhamos para trazer um jogador deles (Beckham) há seis anos, estou convencido de que poderemos chegar a um acordo ideal desta vez também – afirmou Leiweke em declarações publicadas pelo site da revista “Sports Illustrated”.
No início do mês, durante a passagem da seleção brasileira por Nova Jersey, Kaká disse que gostaria de jogar no país no futuro. A preferência, segundo a imprensa americana, seria o New York Red Bulls. O jogador tem um apartamento na cidade e seu irmão Digão defende o clube atualmente. Contudo, a equipe já ultrapassa os limites salariais de estrelas internacionais permitidos pela MLS por já ter Thierry Henry, Rafa Márquez e Tim Cahill.

Lampard é opção, mas mercado hispânico faz Kaká ganhar mais força

Outro nome cogitado para a vaga que Beckham deixará é Frank Lampard, que já se manifestou que gostaria de jogar nos Estados Unidos e estará livre para negociar em janeiro, quando termina seu contrato com o Chelsea. Entretanto, Kaká é a preferência de Tim Leiweke por razões pessoais e de mercado. E enquanto o Real Madrid não se posicionar, o empresário vai esperar para dar o próximo passo.

– Depende do Real Madrid quando eles pretendem se envolver conosco. Kaká pertence ao sistema deles e pelo fato de eu ser fã e parceiro do clube, seguiremos o que eles indicarem sobre se vão querer ter essa conversa ou não. Neste período não vou sair e fazer nada que nos atrapalhe a ter essa conversa – explicou.

Kaká é um nome forte também por causa do mercado latino-americano. O Galaxy fechou recentemente um contrato de US$ 55 milhões (R$ 117,5 milhões) válido por dez anos com uma rede de TV que possui canais locais em inglês e em espanhol. Segundo Tim Leiweke, o clube precisa de um jogador que seja capaz de atrair esse público, e o brasileiro seria o homem ideal.

– Este mercado é crítico para nós por causa do acordo com a TV. Agora temos um canal latino e estamos focados nele. Sabemos que o Lakers (time de basquete que é a principal instituição esportiva de Los Angeles) é a nave-mãe, mas no canal hispânico podemos estar em condições iguais com o Lakers. Sabemos que temos mais audiência hispânica do que nos creditam, mas tentamos vários jogadores e não creio que conseguimos encontrar a pessoa certa para cativar esse mercado – lamentou.

Sobre a possibilidade de investir em Lampard, o dirigente quis manter o mistério.
– Sou um grande fã de Frank Lampard e pessoalmente tenho muito respeito por ele. Já passei um tempo com ele e é incrívelmente um grande cara. Será que é o reforço certo para nossa equipe?

Fonte: g1.globo.com
Foto: esportes.terra.com.br
Data: 30 de novembro de 2012, 3h42p.m. PST

Share:

Leave a reply