Los Angeles Galaxy conquista o bicampeonato da MLS

202
0
Share:

LOS ANGELES (BDCi) – Para um time que começou a temporada em baixa, o Los Angeles Galaxy conseguiu superar suas dificuldades e repetir o feito do ano passado, conquistando o bicampeonato e erguendo a taça de campeão da MLS de 2012.

Nem mesmo a chuva que castiga L.A. nos últimos dias impediu os mais de 30 mil torcedores que compareceram ao Home Depot Center para assistir a final da MLS e para prestar homenagens ao jogador Inglês David Beckham que fazia sua despedida dos gramados americanos.

O inglês foi fundamental para este jogo e juntamente com o brasileiro Juninho, dominaram o meio de campo durante quase toda a partida. E foi dos pés dele, logo aos 12 minutos de jogo, que nasceu a primeira grande chance do Galaxy abrir o placar.

Beckham fez um belo lançamento para o irlandês Keane que deixou Donavan na cara do gol e o capitão tocou rasteiro, mas a bola passou rente ao poste direito do goleiro.

Aos 19, outra vez o inglês lançou a bola na área e Magee cabeceou para baixo mas o goleiro bem atento fez uma boa defesa. Até aí o Galaxy dominava o jogo mas o Dynamo despertou e começou a pressionar, dando equilíbrio à partida.

Aos 44 minutos em um lance duvidoso, Calen Carr, que jogou com um capacete protetor
utilizado por jogadores de rúgbi, ganhou na corrida de um zagueiro e chutou forte, sem chances para o goleiro Saunders, abrindo o marcador, 1-0 para o Houston Dynamo. Os jogadores do Galaxy reclamaram pedindo impedimento, mas o árbitro Silviu Petrescu validou o gol.

No segundo tempo, Houston chega atacando, mas Saunders estava atento para o lance. E com sede de gol, o Galaxy procura o empate. Aos 15 minutos do segundo tempo, o brasileiro Juninho lança a bola na área achando a cabeça do zagueiro Omar Gonzáles que subiu mais que os zagueiros adversários e empata o jogo.

Menos de dois minutos depois, Keane marca o segundo gol, mas o árbitro anula, acusando falta do atacante. Mas a pressão não parou por aí, e o segundo gol veio aos 20 minutos, quando Magee tentou um voleio, a bola bateu na mão de Carr, o juiz marcou pênalti e Donovan converteu. Bola de um lado, goleiro de outro.

Depois de uma boa participação na partida, o brasileiro Juninho, que jogou machucado, foi substituído por Michael Steven e saiu aplaudido pela torcida.

E para fechar com chave de ouro, já nos acréscimos, o atacante Keane tentou driblar o goleiro Marscheider e é agarrado pelas pernas, o juiz marca pênalti. A torcida esperava que o Beckham batesse, mas ele “liberou” e o irlandês marca o terceiro gol da partida, selando de vez o marcador e a vitória do Galaxy.

O inglês Beckham foi substituido nos acréscimos pelo brasileiro Marcelo Sarvas, e também foi aplaudido de pé pelos milhares de torcedores, deixando os gramados americanos em grande estilo, com dois títulos de campeão pela MLS. Ele mostrou suas características preciosas como os passes longos, os lançamentos, as cobranças de falta e de escanteio. Num desses, quase conseguiu fazer mais um “gol olímpico” em sua carreira, mas o goleiro estava bem colocado e fez boa defesa.

Após o final do jogo, o zagueiro Omar Gonzáles foi premiado como o melhor jogador da partida, com o prêmio Volkswagen “MVP”.

É a segunda vez na história da MLS que os mesmos times se enfrentam em uma final consecutivamente. Com a vitória, o LA Galaxy empata com o D.C. United em números de títulos da liga.

Para nosso álbum de foto da partida, confira nossa página no Facebook.

Por Janete Weinstein
Foto Janete Weinstein
Editado por Ubiratã Farias
1 de dezembro de 2012
6:45 p.m. PST

Share:

Leave a reply