Mãe é presa por deixar filho de 10 anos fazer tatuagem

134
0
Share:

GEORGIA – (BDCi) Chuntera Napier, 31 anos, gosta de tatoos e tem algumas pelo corpo, mas ela não poderia imaginar que tatuagem desse cadeia na Geórgia. Foi o que aconteceu na cidade de Acworth, depois que ela autorizou o filho Gaquan Napier de 10 anos fazer uma homenagem ao irmão mais velho, morto atropelado há cerca de 2 anos.

O menino escreveu no braço a frase “rest in peace” (descanse em paz), copiando a propria mãe que já havia feito a mesma homenagem e também no braço. Na escola onde o menino frequenta a tatuagem chamou a atenção, as autoridades foram contactadas e o caso notificado na Divisão Estadual de Serviços a Família e a Criança.

Chuntera Napier acabou presa sob a acusação de crueldade infantil. Ela foi fichada na cadeia do Condado de Cobb, passou algumas horas atrás das grades e foi solta depois de pagar uma fiança de mil dólares.

No estado da Geórgia é ilegal para qualquer pessoa com menos de 18 anos tatuar o corpo, mesmo com o consentimento dos pais. A tatuagem somente é permitida por lei a um menor por razões médicas comprovadas.
Chuntera Naiper alegou que não sabia que estava contrariando a lei e disse que bancou a tatuagem do filho não apenas como um presente, mas porque o menino queria se lembrar do irmão Malik para sempre.

Agora a polícia de Acworth está procurando o tatuador que fez o trabalho ilegal na cidade vizinha de Smyrna. Chuntera Napier não deu pista alguma para a polícia, mas o major Wayne Dennard disse que o tatuador pode também ser acusado de crueldade infantil.

Enquanto isso muitos moradores no estado questionam a constitucionalidade da lei confrontando o limite imposto ao direito dos pais devido a intereferencia do Estado numa família.

Por: Josi Chevalier
Fonte: Acworth Patch
Foto: Reprodução/WSBTV
23 de Janeiro de 2012
10:55 pm PT

Share:

Leave a reply