Movimento Ocupe Wall Street volta às ruas

102
0
Share:

NOVA YORK (BDCi) — Cerca de 200 membros e simpatizantes do movimento Ocupe Wall Street protestaram nesta quarta-feira (29) na cidade de Nova York em um dia de ação nacional que busca reativar o movimento anticapitalista após o final do inverno.

Os protestos, acompanhados de perto pela polícia, foram realizados diante da sede mundial do grupo farmacêutico Pfizer e em frente a um prédio do Bank of America, como parte de uma jornada de ação organizada em cerca de 70 cidades americanas para denunciar a forte influência das grandes empresas na vida política do país. Não queremos que as grandes empresas manipulem nossa democracia”, explicou o manifestante Michael Levitin.

Yoni Miller, de 18 anos, que faz parte do movimento desde o início, considerou “inevitável” que o Ocupe Wall Street ganhe bastante força com a primavera, especialmente pelos problemas economicos e durante a campanha presidencial.

Segundo o organizadores do movimento, nesta quarta-feira também foram realizadas manifestações em Atlanta (sul), Austin (sul), Pittsburgh (nordeste), Portland (noroeste), Califórnia (oeste) e Washington (leste).

No dia 17 de março, o grupo deve promover uma concentração na Praça Zuccotti para celebrar os seis meses de existência do movimento, divulgou Yoni Miller. A praça, localizada próximo à bolsa de valores nova-iorquina, no sul de Manhattan, foi ocupada pelos manifestantes durante dois meses, entre setembro e novembro, antes de os manifestantes serem desalojados e expulsos pela polícia.

O movimento que nasceu em Nova York, teve seu início em setembro de 2011. Não acho que seja possível matar um movimento engajado e forte e que é tão necessário”, acrescentou a jovem manifestante Leah Fedder. “O sistema precisa mudar”, completou.

Por: Josi Chevalier
Fonte: AFP/G1
Foto: Reuters/AP
29 de Fevereiro de 2012
9:19 pm PT

Share:

Leave a reply