Mudando para Los Angeles? Confira 4 dicas para se mudar sem traumas

374
0
Share:
Traumas de mudanças internacionais

Toda mudança é o começo de uma nova fase, e para todo início, uma dose extra de energia e preparação pode ajudar em uma transição positiva para toda família

(BDCi) — Mudanças geralmente acarretam traumas, alguns passageiros, enquanto outros levam um certo tempo para se resolver.  Deixar sua cidade e encarar desafios em novo pais pode gerar inseguranças e medos em adultos, crianças e até nos animais. Tudo Novo!  Nova casa, nova rotina, novos amigos, nova escola, etc, podem causar pequenos traumas.

Por isso é importante que as transições sejam feitas com cuidado. Como Los Angeles é uma das cidade mais diversificada dos EUA, preparamos dicas para uma mudança tranquila para a cidade dos Anjos.

Minimizando traumas:

1  – Diálogo

Segundo a psicóloga e terapeuta do Instituto Fernandes Figueira, Jacqueline de Vicq, o primeiro passo é conversar com a família sobre a mudança, contando como é a nova cidade e esclarecendo todas as novidades que acompanham a mudança.

Quando crianças fazem parte da família: É importante que os pequenos possam se abrir, demonstrar seus sentimentos em relação às transformações que estão ocorrendo. As crianças vivenciam as situações com mais intensidade por não serem tão racionais quanto os adultos, e é fundamental que se sintam à vontade para expressar a sua angústia.

2 – Despedida

Os adultos também irão se despedir e suas angústias podem ser percebidas e sentidas pela criança. Por isso, uma festa de despedida que reúna amigos e família pode ser uma boa alternativa para amenizar este sentimento. O sofrimento pela separação é natural, e não se despedir adequadamente pode tornar este sofrimento mais profundo. Além disso, se despedir pessoalmente de alguém é uma forma de reafirmar a presença desta pessoa na vida da criança.

3 – Malas

Coloque todos para trabalhar! Encaixotar os pertences pessoais, malas, fotos, e outros ajuda os que ficam mandar sua energia com você.  Quanto aos pequenos por exemplo, ajuda a criança a entender que seus objetos preferidos serão levados para a nova casa, mostra que nem todos os vínculos com a vida atual serão rompidos. É barra, porém lembre que tudo é só uma fase.

4 – Vínculos

Por mais tranquila que seja a mudança, o sentimento de perda é inevitável, mas a situação pode ser amenizada. Mostrar ao pequeno que a despedida não é algo definitivo pode fazer com que se sinta mais tranquilo para seguir em frente. “Quanto mais velha for a criança, mais vínculos ela terá com o lugar, o que torna a mudança mais importante para ela”, explica Sandra.

Ela recomenda que os pais conversem com os filhos sobre maneiras que podem ser usadas para manter os laços com os amigos, mesmo morando em outra cidade. Além disso, valorizar os novos vínculos que serão criados também pode deixar o filho mais animado e aberto às novidades.

Entenda o Choque Cultural

Infelizmente, é inevitável.  Chegue na cidade dos anjos com a consciência que você está começando do zero.  Tente se familiarizar com sua nova vizinhança antes de chegar. Facebook é uma ótima opção para se conectar com grupos e começar amizades antes de chegar.

Deixa sua dica aqui também! Afinal, todos passam por situações e experiências diferentes.

Share: