Netanyahu pede desculpas e Israel retorna relações com a Turquia

212
0
Share:
israel pede desculpa a turquia

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, confirmou ter pedido desculpas à Turquia nesta sexta-feira pela morte de nove turcos em 2010 durante o ataque a uma pequena frota em Gaza e anunciou a plena retomada das relações diplomáticas com Ancara, em um comunicado.

Em uma conversa telefônica entre Netanyahu e o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, “ambos concordaram em normalizar as relações entre os dois países”, segundo o comunicado. “O primeiro-ministro Netanyahu se desculpou com o povo turco pelos erros que podem ter sido cometidos e que conduziram à perda de vidas”, e assegurou que compensará as famílias das vítimas.

Em comunicado, Erdogan disse que aceitou em nome do povo turco o pedido de desculpas apresentado por seu colega israelense. Segundo o texto, os dois primeiros-ministros negociarão a conclusão de um acordo para o pagamento de indenização às famílias das vítimas.

Segundo texto oficial do gabinete israelense, os dois países acertaram “normalizar as relações, o que inclui devolver os respectivos embaixadores e a anulação dos processos judiciais (abertos na Turquia) contra os soldados israelenses” que participaram do episódio envolvendo a chamada “flotilha da liberdade”, interceptada pelo Exército israelense em alto-mar em 2010, quando se dirigia a Gaza.

O comunicado do governo de Israel revelou que Netanyahu disse a Erdogan que teve “boas conversas com Obama sobre cooperação regional e sobre a importância das relações entre Turquia e Israel” e lamentou “a crise nas relações turco-israelenses”. O primeiro-ministro de Israel também se comprometeu a resolver as diferenças entre os dois países com o objetivo de trazer “estabilidade à região”.

Sobre a flotilha, Netanyahu esclareceu a Erdogan que as “trágicas consequências no Mavi Marmara (principal barco interceptado) não foram propositais” e lamentou “a perda de vidas” no episódio, que acabou com nove cidadãos turcos mortos.

Netanyahu pediu a Erdogan que transmitisse suas “desculpas ao povo turco” pelos “erros operacionais” que conduziram à perda de vidas e seu compromisso para terminar o mais rápido possível as negociações para compensar as vítimas.

A ligação telefônica entre os dois dirigentes aconteceu durante a reunião que Netanyahu e Obama mantiveram hoje em Jerusalém, segundo o comunicado, e que acabou atrasando a agenda do presidente americano.

A Casa Branca divulgou um comunicado oficial no qual disse que os “Estados Unidos valorizam profundamente sua proximidade com a Turquia e Israel e dá grande importância à restauração de relações positivas entre eles para avançar na paz e segurança regional”, informou a edição digital do jornal israelense Haaretz.

Share:

Leave a reply