Ambiente organizacional: um celeiro de oportunistas

1029
0
Share:

Depois de alguns anos vivenciando situações um tanto quanto esdrúxulas,  chego a uma conclusão: o ambiente organizacional cada vez mais representa um celeiro de oportunistas.

A palavra oportunismo tem o seguinte significado: “Que ou aquele que sabe tirar proveito das circunstâncias de dado momento, em benefício de seus interesse”.

Dando sequência a análise sobre o celeiro de oportunistas nas empresas, este perfil é forte e presente onde existe muita competição, gestão imediatista e falta de um plano estratégico claro e objetivo. Este ambiente por ser focado em estratégias imediatistas de tentativa e erro, transforma o mundo corporativo em uma grande confusão, sem regras, o que faz com que as pessoas busquem seus semelhantes, se condicionam a viver neste ambiente conflitante cuja a ética passa a ser individual, ou seja deixa de existir.
Neste ambiente, o perfil de oportunista brota, sem nem precisar de adubo, água e sol para crescer e ele mal empregado é danoso porque destrói o pensamento criativo e a capacidade de desenvoler novas idéias. As empresas, para atingir seus objetivos, precisam de profissionais com garra, criatividade, sociabilidade e espírito empreendedor. Todos nós conhecemos perfis Construtivistas,  que conseguem sempre buscar soluções para as diversas situações do cotidiano empresarial.

 

oportunista

Os Construtivistas entendem o problema ou o desafio, buscam soluções que envolvam as áreas da empresa, buscam parcerias, planejam, focam, criam, implementam, resolvem e no final dividem o resultado com todos, pois o reconheciemnto mais gratificante é a solução. Ao mesmo tempo que são profissionais inteligentes e determinados, são ingênuos para perceberem que o perfil “oportunista”está ali ao lado, só esperando uma chance para se dar bem. Isto é tão comum, na vida real, que é muitas vezes “mote” de filmes e novelas, e sabemos que dá audiência. O famoso vilão das novelas, existe no dia dia.

Quer ver como existe? Vamos a alguns exemplos de situações onde o oportunista está presente sempre:

– Quando existem os projetos chamados estratégicos, importantes e com audiência VIP, ou seja, com report para o board. O oportunista sempre busca parceria com o bom especialista, pois sabe que idéias boas surgirão e estando por perto poderá se dar bem de alguma forma;

– Demandas superiores de trabalhos feito ao Oportunista, que imediatamente procura quem poderá fazer para ele e pede ajuda, apoio e promete que juntos apresentarão o trabalho ao demandante. Ele consegue com sua habilidade, convencer o seu colega a fazer, ou explicar ou mesmo ensinar, para seu benefício próprio;

– Cópia de Idéias: quem nunca teve uma idéia ou um trabalho copiado e apresentado por um oportunista que usa como seu se o resultado for positivo, e imediatamente diz que não é seu quando é negativo?

– Email alugados: quem nunca teve parte de um email recortado e assinado por outra pessoa?

– Amigo/a: quem nunca foi chamado de amigo/a, elogiado, calorosamente abraçado?  Quem nunca teve um ombro amigo no trabalho e depois na hora “H” de apoiar, esquece você? Igual a Pedro que renegou Cristo 3 vezes, como na histórica bíblica.

Geralmente o oportunista se instala onde a gestão o permite crescer e criar corpo. Ele intimida, se torna poderoso, consegue carreira em quase 60% das situações que se envolve. Isso é infelizmente um fato real e comprovado em pesquisas. Ele resiste e permance presente porque sempre tem um especialista que pode usar em seu próprio beneficio, assim como os Parasitas que são organismos que vivem em associação com outros dos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro, um processo conhecido por parasitismo.

Se o hospedeiro especialista for um perfil pacato, ele sobrevive no ambiente. Mas se o especialista hospedeiro não concordar ou expor seu ponto de vista, transforma-se em uma ameaça ao Oportunista que na maioria das vezes, em sua defesa busca o extermínio do especialista hospedeiro. Parece cruel a analogia que hoje resolvi escrever, mas ela existe, faz parte do ambiente corporativo, faz parte da vida real.

Quem nunca viu colegas se degladiando como se estivessem numa arena, quem nunca quis dar aquela resposta ao chefe imediato quando ultrapassa os limites do respeito, quem nunca viu o alto escalão puxando um tapete do outro, quem nunca ouviu do outro colega, welcome to the hell, ou aquele que conta os dias para chegar a sexta feira e aquele que vive em busca de um novo emprego? Este ambiente é propício para os Oportunistas, que gosta de gestão por conflitos repletos de assédios, colegas que viram chefe sem a real competência, inveja, excesso de cargos e hierarquias, falta de liderança, trapaças, alto grau de politicagem, promoções frustradas, ausência de gestão e presença de muitas chefias, mudanças constantes  sem meio e fim, posturas de tirania, medo, dificuldade de expressão e comunicação, enfim, uma espécie de inferno, onde todos estão muito bem arrumados, sorrindo e exaltando poder.

E ai no momento em que menos percebemos, ele surge, arrumadíssimo, amigo, com um belo sorriso branco, na hora que você mais precisa para te ajudar, apoiar e construir junto com você. E você acredita neste amigo, que irá te ajudar e acudir, assim como na frase que é um cacófago: AMIGO é PRA ACUDIR outro!!! Entenderam?

Por: Yeda Brandi

Blog: http://marketingexistencial-yeda.blogspot.com/

Share: