Pais são condenados pela morte do filho

160
0
Share:

OHIO (BDCi) — Monica Hussing e William Robinson, foram condenados a oito anos de prisão pela morte do filho deles, William Robinson Jr., que foi vítima de linfoma de Hodgkin, um tipo altamente curável de câncer que atinge o sistema linfático. No mês passado, o casal já havia se declarado culpado da acusação de homicídio involuntário pela morte ocorrida em março de 2008.

A promotoria alega que William Jr. morreu aos 8 anos, porque seus pais nunca providenciaram os cuidados médicos necessários. Segundo a polícia e o Instituto Médico Legal o menino teria sobrevivido se tivesse recebido tratamento adequado. No júri, os pais alegaram que não tinham dinheiro para pagar o tratamento. Eles dizem não ter dado assistência médica a nenhum de seus seis filhos nos três anos anteriores à morte de William.

Apesar disso, a promotoria afirma que o casal teve dinheiro para pagar o tratamento contra pulgas de seu cão pitbull, na mesma época em que seu filho estava doente. Assistentes sociais, que trabalharam no caso, dizem ter tentando convencer o casal a levar o menino a um médico, mas as tentativas foram em vão. No entanto, segundo o advogado do casal, um assistente social que visitou a família em janeiro de 2008 disse que todas as crianças pareciam “felizes e saudáveis”. O casal assumiu ao advogado de defesa que era usuário de drogas.

O juiz do caso, Michael Astrab, afirma que enquanto o pai do menino demonstrou algum remorso durante o julgamento, a mãe não derramou uma lágrima sequer. “O tribunal acha que os acusados demonstraram um padrão de abuso de drogas ou álcool que é relacionado à acusação”, afirmou o juiz segundo a rede de TV Fox de Cleveland.

Monica Hussing e William Robinson foram levados para a prisão imediatamente depois do fim do julgamento. O casal que ja não têm a custódia de nenhum de seus filhos, planeja recorrer da sentença.

Por: Josi Chevalier
Fonte: G1/BBC/huffingtonpost.com
Foto: gadailynews.com
17 de Fevereiro de 2012
8:57 p.m. PST

Share:

Leave a reply