Presidente da OAB-RJ afirmou que o crucifixo no STF é ‘inconstitucional’

139
0
Share:

RIO DE JANEIRO, BRASIL (BDCi)–O presidente da Ordem dos Advogados no Rio de Janeiro (OAB-RJ), Wadih Damous, afirmou nesta quarta-feira que o crucifixo fixado no plenário do Supremo Tribunal Federal “é inconstitucional”. Segundo ele, além de deixar de expressar a separação entre Igreja e Estado, “princípio republicano básico”, o objeto desrespeita quem adota crenças diferentes.

“Não cabe a qualquer órgão público de qualquer esfera impor esse ou aquele símbolo religioso”, afirmou Damous em nota. Para defender a retirada do objeto, o documento lembra ainda o recente caso do Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) que, atendendo ao pedido da Liga Brasileira de Lésbicas e de outras entidades sociais, determinou a retirada de crucifixos e símbolos religiosos dos espaços públicos dos prédios da Justiça gaúcha.

“Não existe religião oficial do Estado. Por este motivo, foi acertada a decisão tomada pelo Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul de retirar crucifixos e demais símbolos dos espaços públicos dos prédios da Justiça estadual gaúcha.” O presidente da OAB-RJ lembrou ainda que medida semelhante já havia sido adotada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Por: Mayara Vigato
Fonte: Dirigida
Foto: Google
07 de Março de 2012
14:00 p.m.

Share:

Leave a reply