Professor de Direito mata estudante a tiros em Brasília

165
0
Share:

BRASILIA, DF (BDCi) — O UniCeub, uma das maiores faculdades particulares do Distrito Federal, anunciou neste sábado (1) que o professor de Direito Rendrik Vieira Rodrigues, preso pelo assassinato da estudante Suênia Sousa Farias, de 24 anos, foi demitido.

De acordo com a Polícia Civil, a estudante foi abordada pelo professor na saída da aula desta sexta-feira(30), e ambos entraram no carro da vítima. Ainda conforme relato da polícia, Suênia teria ligado para o marido afirmando que reataria o relacionamento com o professor. Desconfiado pelo tom da voz da esposa, o marido registrou um boletim de ocorrência na 12ª Delegacia de Polícia.

Segundo depoimento de familiares, a moça se envolveu com Rendrik por um período de dois meses em que esteve separada do marido. Há três meses ela reatou o casamento e passou a receber ameaças do professor, que não aceitou o fim do relacionamento.

“A comunidade acadêmica do UniCeub está profundamente transtornada e manifesta seu pesar pelo falecimento da aluna Suênia Sousa Farias. Prestamos solidariedade à família neste momento difícil e colocamo-nos à disposição”, disse a universidade em nota.

Enquanto estava em poder do professor, Suênia foi baleada três vezes, duas na cabeça e uma no tórax. Rendrik se entregou ainda na sexta-feira na 27ª Delegacia de Polícia, no Recanto das Emas.

Rendrik era coordenador do curso de direito na Faculdade Projeção. No UniCeub, dava aulas de Defesa da Constituição, Direito Comercial e Direito Alimentar. Rendrik se formou em Direito pela UDF em 2003. Ele fez especialização em Direito Civil na Upis e mestrado em Gestão Empresarial na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Portugal.

Por Janete Weinstein
Fonte Correio Braziliense
02 de outubro, 2011
1:12 a.m. PDT

Share:

Leave a reply