Real bate Atlético de Madrid e abre vantagem na semi

159
0
Share:
Real bate Atlético de Madrid pela Copa do Rei

De um lado a expectativa por uma boa atuação de Cristiano Ronaldo. Do outro, a esperança pelos gols de Diego Costa. Mas quem fez a diferença no primeiro jogo da semifinal da Copa do Rei foram as bolas na rede de Pepe, Jesé e Di María. Com os gols, o Real Madrid bateu o Atlético de Madrid por 3 a 0, no Santiago Bernabéu, e praticamente selou a classificação para a final. O jogo de volta será na próxima terça, no Vicente Calderón.

O adversário na decisão da Copa do Rei sairá do duelo entre Barcelona e Real Sociedad. As duas equipes iniciam a luta por uma vaga na decisão também nesta quarta-feira.

Mas se Pepe, Jesé e Di María foram os destaques positivos pelos gols, Diego Costa pode ser tachado de “o chato do jogo”. O brasileiro naturalizado espanhol não deu mole para os rivais e deu bobeira ao receber o cartão amarelo na etapa final. Por conta disso, está fora do jogo de volta das semifinais da Copa do Rei. Perturbou durante os 90 minutos. Diego, ex-Wolfsburg e Santos, até iniciou a partida entre os titulares, mas foi sacado no intervalo para a entrada do argentino Cristian Rodríguez.

Vale lembrar que, apesar de ter sido expulso no domingo, em jogo contra o Athletic de Bilbao, pelo Campeonato Espanhol, Cristiano Ronaldo pôde participar normalmente da partida desta quarta-feira. O atleta foi suspenso por três partidas e desfalcará o time apenas em jogos da competição nacional: Villarreal, Elche e Getafe.

PEPE MARCA APÓS DUELO COM O “CHATO” DIEGO COSTA

Em três minutos de jogo, Diego Costa mostrou o que seria o duelo entre colchoneros e merengues nesta quarta-feira. Disputou no alto com Sergio Ramos, deu uma “ombrada” em Xabi Alonso e sofreu uma falta de Arbeloa. Sinal de que não daria mole para os defensores do Real.

O Atlético de Madrid até rondava mais a meta de Casillas, e Diego Costa já tinha finalizado uma vez, numa cabeçada de Arda Turan, quando sofreu o primeiro gol dos merengues. Aos 17, Di María recebeu de CR7, saiu da marcação na entrada da área e rolou para Pepe. O zagueiro português bateu forte, a bola desviou em Insúa e enganou Courtois: 1 a 0.

Mas Diego Costa não sossegou e seguiu incomodando. Não apenas por sua qualidade técnica, mas por saber irritar os merengues. Fabio Coentrão, Pepe, Sergio Ramos… Todos caíram na pilha do brasileiro naturalizado espanhol, que abusava dos empurrões, pisões e puxões de camisa para levar vantagem nos lances.

Aos 23, Diego Costa conseguiu amarelar Pepe. O português empurrou o atacante e foi advertido pelo árbitro Clos Gómez. Mas nem a bronca do árbitro diminuiu as confusões do jogador com rivais merengues. Nas bolas paradas próximas à área, a “briga” continuava. Em uma delas, Arbeloa deu um pisão no goleador colchonero dentro da área. Apesar das reclamações, o árbitro não percebeu a maldade do defensor merengue e mandou a partida seguir.

Na sequência, o Real Madrid quase fez mais um, mas esbarrou na boa atuação de Courtois. O goleiro belga fez boas defesas em finalizações de Jesé e Modric, aos 31. A partir daí, nem Real, nem Atlético. A partida ficou chata. Até o meia Diego, ex-Santos, deu uma derrapada, fez falta dura em Cristiano Ronaldo e levou o cartão amarelo.

JESÉ E DI MARÍA AFUNDAM O ATLÉTICO DE MADRID

O Real Madrid voltou mais aceso para o segundo tempo e não demorou a marcar o segundo. Em mais uma boa jogada de Di María, os merengues fizeram mais um. O argentino fez um belo lançamento para Jesé, que surgiu por trás dos zagueiros e tocou na saída de Courtois para incendiar o Santiago Bernabéu: 2 a 0.

O gol acendeu também o pavio de Diego Costa. O colchonero perdeu a paciência em um lance com Di María. O argentino caiu sobre o goleador do Atlético de Madrid e foi empurrado. O árbitro não pensou duas vezes e aplicou o cartão amarelo no jogador, que está fora do jogo de volta, na próxima terça-feira.

O Real Madrid fez o terceiro aos 28 minutos. Di María pegou o rebote da defesa do Atlético de Madrid e soltou a bomba de fora da área. A bola desviou em Miranda e enganou Courtois mais uma vez. O lance desanimou de vez os colchoneros e praticamente selou a classificação dos merengues, que não levaram gol no torneio (foram sete jogos), para a decisão da Copa do Rei.

 

Fonte: G1

Share: