Real bate Schalke e vai às quartas

198
0
Share:
CR7 se aproxima de marca de Messi, bate Shalke

A classificação já estava praticamente garantida. Com o 6 a 1 em Gelsenkirchen, o Real Madrid poderia perder por até cinco gols de diferença. Por conta disso, Carlo Ancelotti escalou uma equipe mista, mas por via das dúvidas não sacou a sua principal estrela: o português Cristiano Ronaldo. E foi CR7 que resolveu a partida a favor dos merengues. O camisa 7 marcou duas vezes no triunfo por 3 a 1 sobre o Schalke 04, no Santiago Bernabéu, e selou a classificação às quartas de final da Liga dos Campeões. Morata completou o placar, e Hoogland descontou para os alemães.

Com os gols marcados nesta terça-feira, Cristiano Ronaldo chegou aos 13 na Liga dos Campeões, três a mais do que Zlatan Ibrahimovic, do Paris Saint-Germain, e cinco à frente de Lionel Messi, do Barcelona. Além disso, CR7 está a dois de ser o maior artilheiro em uma edição de Liga dos Campeões. O recorde atual pertence ao camisa 10 do Barcelona e a Altafini Mazzola, que atuou no Milan de 1958 a 1965. Os dois balançaram a rede em 14 oportunidades.

O sorteio para definir as chaves das quartas de final da Liga dos Campeões será na próxima sexta-feira, às 7h45m (de Brasília). O GloboEsporte.com transmite ao vivo a definição dos confrontos das quartas de final do torneio continental.

O primeiro tempo foi morno. O Real Madrid até tentava chegar ao gol do Schalke, mas sentia falta de suas principais peças. Logo aos dois minutos, Jesé foi derrubado na lateral da área por Kolasinac. O jogador caiu no chão se contorcendo em dores e acabou sendo sacado para a entrada de Gareth Bale. O espanhol foi levado para uma clínica em Madri com suspeita de rompimento do ligamento do joelho direito.

E foi dos pés do galês que o Real Madrid abriu o marcador e ampliou a vantagem no confronto. Bale foi lançado pelo lado direito por Morata, avançou até a linha de fundo e cruzou para Cristiano Ronaldo. Com o goleiro batido, CR7 escorou para a rede: 1 a 0.

O Real ainda perdeu uma boa chance de ampliar com Morata. Em outra boa jogada de Bale, o jogador foi lançado na marca do pênalti e furou no momento da finalização. Aos 30, o Schalke empatou meio por acaso. Hoogland avançou até a entrada da área e bateu forte. A bola desviou em Sergio Ramos e enganou Casillas, que sequer pulou para tentar a defesa.

No lance seguinte, quase uma pintura do Real. Cristiano Ronaldo foi lançado na entrada da área e, mesmo marcado por dois adversários, deu um leve toque de calcanhar, deixando Morata na cara do gol. O atacante, mais uma vez, finalizou mal e o goleiro Fährmann fez a defesa.

CR7 FAZ MAIS UM, E MORATA DESENCANTA

Com a classificação praticamente garantida, Carlo Ancelotti decidiu mexer na equipe na volta para o segundo tempo. O comandante sacou Xabi Alonso e apostou na entrada do brasileiro Casemiro. E o panorama da partida seguiu o mesmo. Enquanto o Real tinha total domínio da partida, o Schalke assustava os donos da casa em lances esporádicos.

Mas Cristiano Ronaldo não queria saber se a vaga nas quartas de final estava concretizada. O português queria fazer gols. E fez. Em arrancada quase da linha do meio de campo, CR7 invadiu a área, deu um corte no marcador e bateu rasteiro para fazer o segundo. Foi o seu 13ª na competição. Estava a um de igualar a marca de Messi e Mazzola, mas parou uma vez no travessão e outra na trave de Fährmann.

No primeiro lance, aos 30, o português recebeu dentro da área e finalizou no travessão. A bola sobrou para Bale, que rolou para Morata. O atacante, que já havia perdido duas oportunidades claras no primeiro tempo, chutou para a rede e ampliou o placar: 3 a 1. Na segunda chance, CR7 foi lançado e bateu de primeira. A bola bateu na trave.

Fonte: G1

Share: