Sobrevivente brasileira na Florida tem segunda chance

151
0
Share:

FLORIDA (BDCi) — A Agência de Imigração Americana disse, em comunicado, nesta quinta-feira (2), que Lidiane Carmo não vai ser deportada. Ela foi a única sobrevivente  da família brasileira que morreu em um acidente na ultima segunda feira em Gainesville, norte do estado.

 

Lidiane, 15 anos, segue internada na UTI do Hospital Shands da Universidade da Florida, foi operada e pode ter alta em 10 dias. “Ela já soube da tragédia e me perguntou: ‘tio, onde eu vou morar?’,” relatou Fábio Boltin tio da adolescente.

 

Os relatos de que a brasileira seria deportada foram divulgados pela imprensa americana logo apos o acidente. Alonso Oliveira, amigo da família, declarou que estava contratando um advogado para auxiliar na causa. Lidiane Carmo veio para os Estados Unidos ha 14 anos e morava com os parentes na Geórgia. Ela e a familia estavam ilegais após seus vistos de turista terem expirado.

 

“Relatos de que ela seria deportada são completamente falsos. Nossos pensamentos e orações estão com Lidiane enquanto ela lida com a trágica perda de sua família, disse a porta-voz da agência de Imigração, Barbara Gonzalez. “As prioridades da Imigração incluem criminosos condenados, fugitivos, violadores da lei recorrentes e pessoas que cruzaram a fronteira de forma ilegal recentemente”, finalizou Gonzalez no comunicado.

 

Segundo autoridades locais, o engavetamento pode ter sido provocado pela falta de visibilidade na rodovia. Familiares reclamam que a autoestrada estava tomada de neblina e fumaça, e dentro desse cenario  havia um acidente entre dois caminhões. Pelo menos 15 veiculos se envolveram em uma sequência choques que causou a morte de 11 pessoas, entre elas os 5 membros da familia de Lidiane: os pais  José e Adriana Carmo, a irmã Letícia, além dos tios Edson do Carmo e Rosélia Fagundes.

 

Por: Josi Chevalier

 

Editada por: Mariana Knabben

 

Fonte: G1

 

Foto: Arquivo da familia Carmo

 

03 de Fevereiro de 2012

 

10:50 a.m. PST

Share:

Leave a reply