Temporais no Rio de Janeiro fazem estrago na cidade e Baixada Fluminense

457
0
Share:

BRASIL (BDCi News) — Na última semana o Rio de Janeiro foi alvo de fortes chuvas e ventos que deixaram a população em estado de alerta em muitas cidades, principalmente na Baixada Fluminense. A chuva constante que atingiu o rio na madrugada da última quarta-feira (11) causou danos às cidades e problemas nos transportes. O Centro de Operações Rio informou que a Bacia de Jacarepaguá e a Baia de Guanabara entraram em estágio de alerta nesta manhã. Até o início da manhã, moradores de 45 comunidades do Rio tiveram que deixar suas casas por causa do risco de desmoronamento.

A Via Binário, na Zona Portuária, a Rua São Francisco Xavier, na Zona Norte, e a Avenida Borges de Medeiros, na Zona Sul, estavam com bolsões de água por volta das 6h. A Avenida Maracanã, no sentido Zona Norte, chegou a ser interditada por causa dos alagamentos. Por volta das 7h, a via foi liberada ao trânsito.

A Avenida Haddock Lobo estava com bolsões de água na altura da Avenida Campos Sales. Na Eurico Rabelo, os motoristas também enfrentavam pontos de alagamento.

Chuva deixa ruas do entorno do Maracanã alagadas (Foto: Janaína Carvalho/G1)

Chuva deixa ruas do entorno do Maracanã alagadas (Foto: Janaína Carvalho/G1)

Já na baixada fluminense, bairros de Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti e Duque de Caxias ficaram alagados nesta manhã. Alguns moradores tiveram que usar madeira e outros objetos para impedir a entrada de água em suas casas.

Em Queimados, os bairros mais atingidos foram: Santa Rosa, Eldorado, São Roque, São Jorge e Porteira. Ao todo, 82 famílias ficaram desabrigadas e foram levadas para a Escola Municipal Metodista, na Vila Olímpica. As famílias estão recebendo donativos, como água.

Os bombeiros foram acionados para um desabamento na Rua Sargento Manoel Rodrigues, 1.669, no bairro Cabuis, em Nilópolis. Não houve vítimas, de acordo com a Defesa Civil estadual.

No bairro de Austin, em Nova Iguaçu, um imóvel desabou na Rua do Alto, no Morro da Moenda. Bombeiros do quartel que atende a cidade socorreram uma vítima, mas até as 10h não havia informações sobre o estado de saúde dela.

Antes da chuva, no Centro de Nova Iguaçu (Foto: Márcio Gomes Soares da Silva/VC no G1)

Depois da chuva, no centro de Nova Iguaçu (Foto: Márcio Gomes Soares da Silva/VC no G1)

As chuvas dos últimos dias deixaram pelo menos três mortos, um jovem desaparecido e centenas de desalojados no estado do Rio de Janeiro. Na Baixada Fluminense, dois homens morreram ao serem arrastados pelo Rio Botas, sendo um deles em Nova Iguaçu e o outro em Belford Roxo.

De acordo com boletim divulgado na tarde de ontem (12) pela Secretaria Estadual de Assistência Social, os números de desalojados são: 2 mil pessoas em Nova Iguaçu, 231 famílias em Mesquita e 11 famílias em Queimados.

 

Fonte: G1 e Agencia Brasil

Share: