Thaisa dá show, e Osasco abre Mundial com vitória sobre japonesas

136
0
Share:
Osasco abre mundial de clubes com vitória sobre japonesas

Thaisa solta o braço em golpes potentes. A central bicampeã olímpica faz o que mais gosta: ataca o adversário. E ela sabe fazer isso muito bem. Melhor atacante do Mundial de Clubes de 2010 e 2012, ela deu o primeiro passo para repetir a dose. Nesta quarta-feira, Thaisa comandou o Osasco na estreia do Mundial de Zurique, na Suíça. Nem mesmo a forte defesa japonesa do Hisamitsu conseguiu subir as bolas da central. O time brasileiro apagou os reveses no Sul-Americano e na Superliga e abriu a competição com uma vitória por 3 sets a 1 – parciais de 25/12, 20/25, 25/18 e 25/22.

Foram 12 acertos de ataque de Thaisa. A maior pontuadora da partida ainda fez dois aces e encaixou quatro bloqueios. O paredão do Osasco, aliás, teve boa atuação na partida e parou as japonesas por 15 vezes – só Adenízia acertou cinco bloqueios. A capitã Sheilla também se destacou.

– O jogo foi complicado e sabíamos que seria assim porque as equipes asiáticas sempre dão muito trabalho. O mais importante para a nossa equipe nesta vitória foi que conseguimos manter a paciência e não perdemos a concentração com o bom volume defensivo delas. Sabíamos que em alguns momentos teríamos que contra-atacar e fomos eficientes. Defendemos muito bem e conquistamos uma vitória muito importante – disse Thaisa.

A vitória deixou o Osasco muito perto da classificação para as semifinais, que pode chegar mesmo com o time fora de quadra na quinta-feira, quando o Dinamo Kazan encara o Hisamitsu. Se as russas vencerem, as brasileiras avançam e decidem a primeira posição do Grupo B contra o favorito campeão europeu, da temida Gamova. O Osasco deu o recado: está forte e não teme a gigante, que tantas vezes foi algoz da seleção brasileira. O duelo será na sexta-feira, às 15h (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV.

O JOGO

O inflamado Osasco esperava um jogo duro pela frente, afinal o adversário da estreia era o atual campeão asiático. O Hisamitsu tem a base da seleção japonesa, mas o campeão mundial de 2012 conta com estrelas da seleção brasileira. O técnico Luizomar de Moura pedia paciência contra a tradicionalmente forte defesa nipônica e previa atacar mais com as centrais Thaisa e Adenízia. No entanto, foi outra campeã olímpica que puxou a equipe paulista no primeiro set. A oposta Sheilla acertou cinco golpes, e o Osasco dominou a parcial com tranquilidade: 25/12.

Jogo fácil? Nada disso. As japonesas não se abalaram com o atropelo no primeiro set. Guiado por Miyu Nagaoka, o Hisamitsu abriu 4/0. O Osasco chegou a encostar no placar, em parte pelo crescimento de Thaisa na partida. Ela fez apenas um ponto na primeira parcial, mas encaixou dois bloqueios, fez um ace e acertou mais quatro golpes no segundo set. Não foi o suficiente. O campeão asiático desgarrou e chegou a ter sete pontos de vantagem (22/15). Mesmo com uma reação na reta final, o time paulista não evitou o empate: 25/20.

A previsão de Luizomar enfim se concretizou no terceiro set. Com cinco pontos cada, as centrais Thaisa e Adenízia desequilibraram uma parcial que começou parelha, mas nunca com o Osasco em desvantagem. De 13/13, o time paulista arrancou para 18/13 e garantiu a vitória no set: 25/18.

Embalado, o Osasco já estava remediado contra o bom início de set nipônico. Na quarta parcial, foi a equipe brasileira quem desgarrou logo no começo, abrindo 8/1. As japonesas reagiram, chegaram a encostar em 14/12, mas Sheilla e principalmente Thaisa acabaram com as pretensões do Hisamitsu. Em um erro nipônico, o Osasco fechou o set em 25/22. A estreia foi com vitória. O primeiro passo rumo ao inédito bicampeonato mundial foi dado. Que venha Gamova. O Osasco mostrou que está pronto para encarar a gigante russa.

OS TIMES

Osasco: Fabíola, Sheilla, Thaisa, Adenízia, Caterina, Gabi e a líbero Camila Brait.
Entraram: Sanja e Ana Maria.
Técnico: Luizomar de Moura.

Hisamitsu: Nagako, Kotoh, Shinnabe, Iwasaka, Ishii, Hirai e a líbero Sayaka Tsutsui.
Entraram: Mizuta, Mihoko Tsutsui, Nomoto, Kano e Ishida.
Técnico: Kumi Nakada.

OS GRUPOS

Grupo A
Volero Zurich (Suíça) – anfitrião
Sesi-SP (Brasil) – campeão sul-americano
GS Petroliers (Argélia) – convidado e campeão africano

Grupo B
Dinamo Kazan (Rússia) – campeão europeu
Hisamitsu (Japão) – campeão asiático
Osasco (Brasil) – convidado

TABELA DE JOGOS

Quarta-feira (07/05)
Osasco 3 x 1 Hisamitsu
15h (de Brasília) – Volero Zurich x Sesi-SP

Quinta-feira (08/05)
12h30 – Dinamo Kazana x Hisamitsu
15h – Volero Zurich x GS Petroliers

Sexta-feira (09/05)
12h30 – Sesi-SP x GS Petroliers (com transmissão ao vivo do SporTV3)
15h – Osasco x Dinamo Kazan (com transmissão ao vivo do SporTV)

Sábado (10/05) – Semifinais
10h30 – 1º lugar do Grupo B x 2º lugar do Grupo A (com transmissão ao vivo do SporTV)
13h – 1º lugar do Grupo A x 2º lugar do Grupo B

Domingo (11/05) – Finais
9h – Disputa do 3º lugar
11h30 – Final (com transmissão ao vivo do SporTV)

Fonte: G1

Share: