Velórios de vítimas do massacre já começaram

218
0
Share:

NEWTOWN, CT (BDCi) — Nesta segunda-feira (17) começaram os velórios das vítimas. Foi o segundo maior massacre escolar dos Estados Unidos. O tiroreio na escola Sandy Hook deixou 27 mortos, sendo 20 crianças e seis adultos, além do próprio atirador Adam Lanza que se suicidou. Antes do massacre, ele matou a mãe, Nancy Lanza de 52 anos.

Os funerais de James Mattioli, 6, Jack Pinto, 6, e de Noah Pozner, 6, foram realizados nesta segunda-feira. Jessica Rekos, 6 anos será velada no dia seguinte. Na quarta feira (19) acontece o funeral de Chase Kowalski, 7, juntamente com as cerimônias de Caroline Previdi, 6, e Victoria Soto, 27. Catherine Hubbard, 6, será velada nesta quinta-feira (20). O velório de Dylan Hockley, 6, será privado e não foi anunciado.

Nesta segunda-feira (17) a polícia declarou que dois adultos foram feridos e sobreviveram. Os dois são considerados testemunhas-chave e estão sendo questionados. Mas a investigação deve durar meses para ser concluída. Muitas testemunhas precisam ser ouvidas, já as crianças serão entrevistadas por profissionais e estarão acompanhadas pelos pais, declarou a polícia. As duas cenas do crime, a casa do atirador e a escola Sandy Hook, estão fechadas para averiguação por tempo indeterminado.

A polícia também não tem informação sobre objetos que o atirador estava carregando além de 2 pistolas, um rifle, um fuzil e centenas de munição. Entretanto, vários pontos-chave da investigação ainda não foram esclarecidos, entre eles, o que motivou um jovem de 20 anos a cometer o crime e o porquê de a escola primária ter sido escolhida como alvo, sendo que Adam Lanza não tinha nenhuma relação com o local.

O Presidente Barak Obama esteve em Newtown e declarou: “Estamos preparados para dizer que somos impotentes diante de tal carnificina? Que fazer política é muito difícil? Estamos prontos para ver a violência atingir nossas crianças em nome da nossa liberdade?”, questionou, referindo-se ao direito de portar armas, tema polêmico na política norte-americana e defendido entre fortes setores da comunidade.

Em seu discurso Obama perguntou: “estamos fazendo o suficiente para proteger nossas crianças? Refleti nestes últimos dias e, para ser honesto, a resposta é não”. O presidente admitiu que nenhuma lei pode, sozinha, eliminar a violência de um país. “Mas isso não pode ser desculpa para não agirmos. “Temos a obrigação de tentar. Não podemos aceitar eventos como esse como rotina”, concluiu, visivelmente emocionado.

Por: Josi Chevalier
Fonte: G1/JN/AP
Foto: AP/AFP
17 de Dezembro de 2012
10:41 p.m. PST

Share:

Leave a reply