Wallace brilha, e Cruzeiro vence o Maringá para ir à semi da Superliga

149
0
Share:
Cruzeiro vence Maringa pela Superliga

O esforço de Ricardinho era grande. O levantador campeão olímpico chegou a se jogar contra a placa de publicidade para salvar uma bola e conseguir o ponto para o Maringá. Só que não foi o suficiente para frear o Cruzeiro. É tarefa dura bater o atual campeão mundial e sul-americano quando no lado celeste está Wallace em mais uma noite inspirada, com direito a bloqueios, ace e ataques potentes. Nesta quinta-feira, o oposto comandou a vitória mineira sobre os paranaenses por 3 sets a 1 – parciais de 21/17, 21/18, 16/21 e 21/XX. Apesar de a torcida lotar o ginásio Chico Neto, a festa foi do Cruzeiro, que fechou a série das quartas de final e se garantiu na semifinal da Superliga Masculina de vôlei 2013/14.

Favorito ao título, o Cruzeiro enfrentará o clássico mineiro pela vaga na quarta final seguida de Superliga. O Minas, que despachou o atual campeão Rio de Janeiro, será o adversário dos cruzeirenses nas semifinais.

– Vai ser uma semifinal difícil, um confronto de alto nível. A equipe do Cruzeiro está de parabéns por esses jogos contra o Maringá – disse o central Éder, eleito o melhor jogador da partida. Ele fez dez pontos, enquanto Wallace foi o maior pontuador, com 16 pontos.

O Maringá, por outro lado, dá adeus à Superliga com a promessa de seus dirigentes de que o time continuará de portas abertas na próxima temporada.

– Fizemos uma temporada irregular. Nossa intenção não era cruzar com o Cruzeiro, que para mim é a melhor equipe do campeonato. O Maringá está de parabéns. Lutamos bastante. Vamos ver o que vai acontecer para a próxima temporada – disse Lorena.

O jogo

Se na primeira partida do confronto o oposto Lorena foi alvo da torcida celeste, chamado de “pipoqueiro”, os torcedores de Maringá deram o troco. O ginásio Chico Neto lotado vaiava todo o time do Cruzeiro. A pressão, a princípio, deu certo. O atual campeão mundial e sul-americano se perdeu: o ponteiro cubano Leal errou ataque e o oposto Wallace parou duas vezes no bloqueio dos anfitriões, que abriram 4/1. Foi quando o nervosismo mudou de lado. O visitante virou, e a bronca sobrou para o juiz. O levantador Ricardinho reclamou tanto que tomou o cartão vermelho, que dá um ponto para o rival.

O capitão do Maringá não parou de reclamar criticar o juiz a cada bola duvidosa. Enquanto isso, o ponteiro Filipe virava as bolas para o Cruzeiro – ele acertou cinco ataques no primeiro set -, e o bloqueio celeste começou a funcionar, com Wallace, Éder e Leal. Foi assim que o líder da primeira fase da Superliga fechou a parcial, com o paredão do oposto reserva PV (21/17).

Precisando da vitória para se manter vivo na disputa e forçar um terceiro jogo, o Maringá começou melhor novamente, com um bom aproveitamento dos ataques, principalmente com Felizardo. O esforço era grande. O ponteiro argentino Quiroga até se chocou com uma placa de publicidade para tentar salvar uma bola. Em vão. O maestro William distribuía bem as jogadas do Cruzeiro, que não tardou a virar o placar. Depois de “aquecer” no primeiro set, Wallace brilhou e acertou sete ataques. Em um erro de Lorena, o visitante fechou a parcial (21/18) e ficou a um set da semifinal.

Só uma virada salvaria o Maringá. Ricardinho logo de cara mostrou que tinha energia para isso. O levantador se chocou com a placa de publicidade e salvou uma bola para o anfitrião começar a parcial em vantagem. Relaxado, o Cruzeiro não repetiu os sets seguintes, quando buscou a virada rapidamente. Dava tudo certo para o Maringá. O central Renato cravava os ataques, e mesmo quando o saque de Felizardo tocou a fita, a bola caiu no lado celeste da quadra. Lorena fechou o set em 21/16.

O susto de perder uma parcial acordou o Cruzeiro. Wallace voltou a brilhar e puxar o paredão celeste. Ele parou com bloqueio o ataque do Maringá por duas vezes. O visitante também mostrou força no saque, com três aces. A torcida do Maringá gritava “eu acredito”, mas o Cruzeiro abriu seis pontos de vantagem (16/10) e só administrou no final. A vaga na semifinal estava encaminhada, e Filipe fez o ponto para fechar a partida (21/14).

Maringá: Ricardinho, Renato, Lorena, Quiroga, Felizardo, Miraglia e o líbero Dusty.

Cruzeiro: William, Filipe, Leal, Wallace, Eder, Isac e o líbero Serginho.

os playoffs – quartas de final

1ª rodada
Campinas 3 x 2 Canoas – em Campinas (SP)
Minas 3 x 0 Rio de Janeiro – em Belo Horizonte (MG)
Cruzeiro 3 x 0 Maringá – em Contagem (MG)
Sesi-SP3 x 2 São Bernardo – em São Paulo (SP)

2ª rodada
Canoas 1 x 3 Campinas – em Canoas (RS)
Rio de Janeiro 1 x 3 Minas – no Rio de Janeiro (RJ)
Maringá x Cruzeiro – em Maringá (PR)
14/03 – 19h: São Bernardo x Sesi-SP – em São Bernardo do Campo (SP)

3ª rodada (se necessário)
17/03 – Sesi-SP x São Bernardo – em São Paulo (SP)

Fonte: G1

Share: